10.8.10

Sangue Seco - No Ar Cheiro De Matança





Sabe aquela história de ouvir um disco e ter a certeza de que você quer aquilo para o resto de sua tosca e maldita vida? Pois bem, "No Ar Cheiro De Matança", disco da banda goianiense de punk rock Sangue Seco é um desses registros que fazem você cantarolar refrões e te faz deixar com a ira viva nos olhos. Eduardo Mesquita( O Inimigo do rei e Tenor), Aurélio(Bateria), Guga Valente(Guitarra) e o mais recente comparsa da banda André Alemão(Baixo) expõe de forma rápida e nervosa a idéia do punk: protesto, letras bem elaboradas, melodias fortes e um vocal marcante e venenoso. O disco todo é classicão, mais destaco as melodias "Não Religião", "Vingança", "Presente Em Papel De Pão", "Já Que É Assim(Ja Ja Nnerds)", "O Grito É Nossa Voz"(Participação ilustre do Redson-Cólera) e o hino " Sexto Minuto". Em tempos de bandas que tentam resgatar o estilo colorido "Tiririca" de ser, bandas como Sangue Seco mostram que devemos ser ligeiros nesse mundo tosco e contestar tudo e todos, então pegue seu All Star surrado, sua camisa do Cólera, empine seu moicano cheio de seborréia e saia por aí com uma granadinha de catuaba e canetão pixando o "A" nas poltronas dos ônibus, verme maldito!


Myspace: Sangue Seco

Download:
Sangue Seco - No Ar Cheiro De Matança

3 comentários: