ALZHEIMER PODCAST

pra esquecer das coisas ruins, pra lembrar das coisas boas

MARY O AND THE PINK FLAMINGOS

Surf-punk psicodélico do jeito que diabo gosta

PAQUETÁ

O fino do surf music underground

31.8.11

Garrafa Vazia - Os Garrafa - EP(2011)





Meus lyndos, minhas lyndas, calor da peste aqui em Goiânia, sarapatel com montilla pra aliviar essa quentura doida e venho aqui pra disponibilizar o mais recente e bonito trabalho dos bacharéis lá de Rio Claro-SP, do conjunto Garrafa Vazia. Na luta louca desde 1998, os bonitos soltaram por agora o EP "Os Garrafas", 5 cantigas ao melhor estilo punk 77, com letras bem irreverentes, côros e com o vocal característico do Mariones. Pra tu que gosta de uma boa catuaba, não perde um dominó matinal com os idosos atleticanos da querida campininha, gosta de The Clash, Ramones e rebola no chão quando alguém fala mal do punk, o novo registro do Garrafa Vazia é bem pra você, jovial que passa óleo de cozinha nas pernas pra tirar o cinza das canelas para aparentar que é asseado. Acredito também que você, assim como a maioria dos infelizes que acompanham esse blóg, sofra com os males do ronco, seja com seu pai, seu irmão, sua avó ou tu mesmo. Aqui vai uma leve simpatia pra acabar com esse escapamento de caçamba empenada que tanto incomoda quem quer apenas tirar um cochilo: Coloque sob o travesseiro da pessoa que ronca três folhas de laranjeira e um galhinho de arruda. Deixe por três noites seguidas. Ponha as folhas de laranjeira e o galhinho de arruda para secar, depois queime-os. Ainda com a pessoa dormindo, acorde ela com uma surra de cipó de amora e pronto, nunca mais o indivíduo irá imitar porco com asma e você poderá cochilar em paz, querido punk seboso! Beijos e até mais, meus queridos!


Myspace: Garrafa Vazia

Download:
Garrafa Vazia - Os Garrafa - EP(2011)

30.8.11

Dependência Pulmonar - Capital Do Kaos(2011)





Dependência Pulmonar é uma banda de hardcore oriunda do Distrito Federal, Taguá para os mais entendidos, e que já está na labuta de espalhar a tosquice desde 2006. Som rápido(é claro!) e o humor são as principais características desses joviais candangos. "Capital Do Kaos" é o mais recente trabalho dos lyndos, são 15 cantigas e 3 bônus(do primeiro registro da banda "Elvis Não Morreu, Tá Na Carteira"). Letras chapantes, engraçadas, toscas e por vezes críticas é o que tu vai encontrar nesse registro e se você é torto igual tronco de jatobá, não pode colocar uma gota de álcool no beiço que desanda até o cu fazer bico, sai pra comprar refrigerante para o almoço e volta boneco já no sereno, paga de valente com teçado na cintura e tal, ouça esse elegante registro e piore ainda mais seus maléficos hábitos. E é certo também que ao levar essa vida desenfreada, sua saúde fica bem judiada, por exemplo, aquela maldita e infame azia que sempre aparece depois que você mistura uma quentinha com fritura velha e que tu quase morre no dia seguinte com tanta queimação. Pois bem, aqui vai uma simpatia pra você acabar de vez com essa incômoda fadiga: Coloque um palito de fósforo atrás da orelha direita. Se tu for canhoto deve colocar atrás da orelha esquerda. Invoque Santa Luzia, dizendo: "Santa Luzia possuía três filhas, uma varria, outra cozia e a outra curava o mal da azia!". Pronto meu joiado, você estará apto a poder comer torresmo com jurubeba e sarapatel sem acontecer nada posteriormente. Certim? Beijos e até mais meus amores!

Myspace: Dependência Pulmonar

Download:
Dependência Pulmonar - Capital Do Kaos(2011)

26.8.11

Baba de Sheeva - É triste o destino da maioria dos homens(2011)





E aí cambada, tudo na éguagem rotineira de sempre? Pois bem querido tosco, amada sebosa, queimadores de ponta de dedo e marolentos consumidores de hippies imundos, venho através deste postar o novo álbum da banda, daqui da província goianiense, Baba de Sheeva. Tal banda segue a linha thrash metal maconheiro, com letras exaltando a plantinha viajante, ervinha tão amada pelo nosso ex-ministro Gilberto Gil e pelos "revolucionários" da UNE. Então queridos, nesse ano de 2011 os joviais, liderados por Richard, soltaram o debut "É triste o destino da maioria dos homens", álbum esse que contém 14 cantigas que não só falam da chapação de ervas e álcool, as letras abordam também temas como: Religião e Sociedade. Gravação muito foda, capa finése e com toda a certeza esse tipo de som é pra você que possui olho de coelho, idolatra Che Guevara, tem poster do Bob Marley no quarto, odeia e sempre é parado pelos gambés, vai para o Campus Samambaia só pra dar aquela tostadinha no charuto nos bosques em volta da UFG, odeia tomar banho, entope o cu de cana no Porcão de segunda à segunda e termina a sexta de forma junkie no chorinho da Avenida Goiás, dormindo sobre o próprio vomito, completamente cagado e feliz. Mas se tu é azarado, não gosta de ser junkie, é adorador de hinos de igrejas petencostais e tal, vou lhe passar uma simpatia finése para que essa zica suma de vez de sua pacata e pobre vida: Na passagem do ano, à meia-noite, escreva num pedaço de papel a frase "Corno é a avó e azar vai pra longe com um nó.". Coloque esse papel em uma bacia cheia de leite comprado diretamente do leiteiro que passa na Pampinha fudida em sua rua, misture com 3 garrafas de Montilla e coloque fogo com duas peças de roupa usadas sua, ficando sempre de costas para o fogo. Repita essa simpatia em 7 anos consecutivos e tu verá sua vida sair desse marasmo e tu se fuder de vez, abandonando a boa conduta e os bons costumes. Beijos meus amores, até mais ver!


Myspace: Baba de Sheeva

Download:
Baba de Sheeva - É triste o destino da maioria dos homens(2011)

24.8.11

Crianças, amigos(as) e a pedra.

E aí negadis, tudo na safadagem de sempre? Se não, deixo aqui os meus pêsames. Pois bem, estou aqui novamente pra fazer um relato sobre um forrózim putêro que rolou no último sábado lá no Capim Pub, reduto tradicional da fyna sociedade goianiense que degusta com muito bom gosto e elegância das músicas do estilo punk/hardcore.
Enfim, naquele específico dia, lá estava eu mais uma vez com o ordenado bem escasso, sentindo um calor da peste(o deserto é mais úmido que Goiânia...) e com um grande receio de faltar ao glorioso evento, por conta de profundas e dolorosas assaduras situadas na região da virilha ocasionadas por conta de uma noite bem quenguêra no forró de Dona Inês. Tratamento intensivo à base de gelo, doutorzinho e hipoglós, consegui pegar o ônibus interestadual Parque Atheneu/Centro e depois de algumas longas horas e paradas em postos para urinar, consegui chegar ao local do despacho. Conhecidos, desconhecidos, pedreiros, mulheres da vida, vidas lokas e estouradores de cativeiro desfilavam com muita beleza e charme pelas imediações do local, deixando aquela tarde/noite com um glamour único e especial. Cervejinha geladis, papos descolados, tiração de onda acerca da derrota do vyla para o Americana aqui no Serra Dourada e muitas risadas nas calçadas da vizinhança davam o tom daquele belo sábado de roqueirágem doida e selvagem. Alguns "zeros à esquerda" do sistema que situavam há alguns metros das rodinhas de conversa fumavam com muita sagacidade em uma latinha levemente furada no canto inferior esquerdo da mesma algumas pedrinhas de crack/oxi, talvez pra esquecer das neuroses do dia-a-dia, talvez pra curtir a paranóia da onda, o certo é que essa porra a cada dia que passa destrói mais e mais crianças, joviais, adúlteros e idosos desse lyndo país e dessa bonita cidade, em que o verbo "ignorar" continua no presente para os detentores do poder e da sociedade em geral, bem triste essa atual situação, bem triste. Voltando a relatar sobre o cabaré de cego que estava por vir, adentrei no local e matei a saudade do melhor local para se fazer shows de caráter tosco aqui na cidade. O Capim tem uma áurea diferente, talvez pelos seus "3 ambientes", talvez pela cerveja quente ou pelo Afonsim, lá é o local em que os eventos tem que ocorrer com uma maior frequência. Pois bem, atrasos e enrolações à parte, o grupo musical de hardcore oldschool Tirei Zero dava início aos trabalhos daquela já noite meio fria e ventosa em Goiânia. Primeira banda sempre é meio canseira, pois a galhere chega meio fria para apreciar o som de caráter rápido, não se embebedam direito, não se alongam e observam mais que pogam no começo de tudo. Porém eu sempre gosto de ver o som dos amigos do Tirei Zero, hardcore simples, com letras diretas e que grudam, aliás, cantigas novas mostradas com muita elegância pelo "homem borracha" Pedrinho e demais bacharéis renomados. Suspeito que o vocal desse nobre conjunto treina os ínumeros pulos nas feiras livres daqui da capital, na sessão pula-pula com crianças satanistas, só pode mermão, só pooode! Enfim, o show foi finése e tal, mas pelo menos pra mim esse lance de espuminha nas rodas já deu no saco, tem quem goste, claro, eu particularmente cansei. Sugiro que nos próximos shows joguem carniça no pessoal.
Seguindo a rotina de um bêbado descontrolado, fui-me ao banheiro do recinto descarregar o líquido alojado em minha bexiga e eis que me deparei com um banheiro dos mais luxuosos, me lembrando muito os requintados toaletes da boate ryca daqui da cidade chamada Royal. Me sentindo um lord depois de urinar fora do vaso, saí com as mão sebosas e fui ver a apresentação dos candangos do Lowlife. E que show foi aquele companheiris, guitarrista ultra rapidéx, vocalista com cara de nerd calouro da Ciência da Computação e um forró que nem Dona Inês seria capaz de acompanhar. Gostei da desenvoltura dos joviais e do estilo Barney(Napalm Death) do tenor da banda.
Conversas em um dos ambientes do Capim, fissura em comer uma romã madura que estava dando sopa nas imediações do quintal do ambiente, adesivéx do blóg pregado em alguns locais do recinto, mais uma cervejinha no bucho, fótinhas maneiras pra ficar descolado no facebook no dia seguinte e os clandestinos, também candangos, do Innocent Kids se preparavam para a sua nobre apresentação. Particularmente gosto muito da banda, da pegada, do vocal do Totors e fiquei lembrando do último show deles que eu presenciei, que no caso foi na última edição do Brutal Fest, show esse bem massa por sinal. Aliás, a apresentação dos rapazes, no Capim, foi a melhor daquela noite, muito pela postura do vocal durante as cantigas, pelo batera que parecia possuir oito braços e por algumas crianças que adentraram ao local e deixaram o clima ainda mais legal. Diversão, uma mina retardada que não sabia o que era roda de hardcore e muito, mais muito suór por todo o corpo. Saldo após o concerto dos joviais:dois quilos a menos, assaduras pioradas e uma vontade tremenda de defecar.
Vi pouco dos shows do Death From Above e do Podrera, muito por conta do forte calor no interior do ambiente, por conta do cansaço, das conversas do lado de fora do Pub, da vontade de cagar e de minhas lyndas observações acerca de nóias e bêbados que transitavam freneticamente no local.
Resultado final dessa cabarézagem sem fim: Uma galhere considerável estava presente, atrasos que irritam quem tem compromissos, cerveja razoavelmente gelada, shows e sonoridade boas, materiais expostos de ótima qualidade e o melhor é que toda a renda daquele forró tinha destino certo, ajuda de custo para o evento de 10 anos da Insetu's Produções, que no dia 1º de outubro deste ano trará nada mais, nada menos que a lenda do punk nacional Olho Seco. Repito, mais eventos desse porte tem que ocorrer no Capim Pub, o local é, sem dúvidas, o melhor daqui da capital para se fazer eventos hardcore/punk de custo baixo. Enfim, é isso meus amores, um chêro no cangote e até o próximo risca faca. Beijo no coração de cada um!

16.8.11

Berro - Só para baixinhos sem futuro - Demo (2011)




Berro, conjunto de música tosca agressiva formada nesse lyndo ano de 2011 na cidade das águas quentes, Caldas Novas-GO. Bärtïäö e demais engenheiros qualificados arrumaram essa safadagem afim de espalhar o hardcore/grindcore por aquelas bandas turísticas do interior do nosso Goiás, estragando ouvidos e desviando a nobre conduta dos joviais ali residentes. Os bonitos soltaram uma demo intitulada "Só para baixinhos sem futuro", contendo 3 cantigas, sujas, mal gravadas, rápidas e bem quenguêras. E se você já não suporta mais as inúmeras crises de ressaca que tu passa após longos finais de semanas degustando umas amargosas de raiz, aqui vai uma simpatia finése para você não sofrer desse mal e assim entupir o cu de cana e acordar "zero" no dia seguinte. Você terá que umedecer um lenço branco com vinagre de uva e cheirar por 10 vezes seguidas, logo em seguida coloque os dedos indicador e anelar no nariz e o dedão na boca por 3 minutos, retire os dedos e grite alto:"Mais cana pra mim, jamais terei ressacas sem fim!!!". Pronto, agora tu pode ouvir esse lyndo registro e virar vários litros de tampa de frande à vontade, certo? Beijos, queridos!


Myspace: Berro

Download:
Berro - Só para baixinhos sem futuro - Demo (2011)

9.8.11

Futuro - MMX(2011)





Na humilde opinião tosca desse blóg, esse é o melhor lançamento de 2011 do estilo aqui nessas terras brasileiras. Falo do novo álbum da banda paulista Futuro(antiga B.U.S.H.), intitulado MMX, uma obra prima desses tempos atuais, quando falamos de sonoridade punk/hardcore. Talvez você ache que seja algo americano dos meados da década de 80, talvez você irá notar fortes influências das bandas punks e skatepunks daqui do país, mas a certeza é que os joviais possuem um estilo único e inconfundível de orquestrar suas cantigas. Letras que alternam entre o português e inglês, Kalota delicadamente agressivo nos vocais e digo mais: a música "Rumo Ao Fim", 5ª faixa desse registro é simplismente viciante, dançante e tudo mais que você sentir ao ouvir essa linda partitura. E se você anda cansado dessa vida de quebrado, consumidor de catuaba, freguês do restaurante popular e de casas de apoio, vou passar uma simpatia pra você multiplicar sua graninha e andar finése por aí: Enterre sete moedas de qualquer valor em um vaso com a planta dinheiro-em-penca plantada. Em seguida diga em voz alta: "Anjos invisíveis, estou lhes oferecendo estas moedas e quero, em troca, milhões delas de maior valor". Logo em seguida, sambe descalço no aslfato quente das 14 horas gritando bem alto:"Papaaaaaai, papaaaaaai, quero grana até os couro do pé sapecar...". Pronto, em três dias você verá a diferença e terá a grana suficiente para queimar com as raparigas, amigos, nóias ou com quem for. Beijos meus amores, até.

Obs.: Você, rapariguêro, pode adquirir o disco no link abaixo, pagando e ajudando a banda ou de forma digrátis, certo? Um chêro no cangote, meus dengos!



Myspace: Futuro(Ex-B.U.S.H.)

Download:
Futuro - MMX(2011)

Split - Lei do Cão & Crippled Fox (2011)





Desde 2006 na ativa e oriunda de Mossoró-RN, a banda Lei do Cão segue a proposta de fazer um som aos moldes das bandas punk/hardcore da década de 80 que pingavam com o metal, sim, D.R.I., Excel, Suicidal Tendencies, Heresy e demais bandas que tiravam um Crossover lascado de bom são fortes influências desses cabras que tiram um som bem bonito, rápido e dançante. Nesse ano os bacharéis soltaram um split com a banda hungara Crippled Fox, 6 cantigas do lado mossórense que falam das neuroses da sociedade, com muita rapidez e uma qualidade sonora digno de lágrimas. E se você, amiga, não cansa mais de brigar com seu querido marido por conta dessas cachorradas que ele ouve no carro, em casa, nos shows toscos e tal, irei lhe passar uma simpatia certa para que essa onda de intrigas acabe e a paz volte a reinar em se lar. Sob dois pires, acenda em separado duas velas brancas: uma para o seu anjo protetor e outra para o seu marido ou namorado, acrescentando no pires dele um pouquinho de mel. Mentalize sentimentos de paz e harmonia entre você e seu amado nos primeiros cinco minutos de velas acesas. Pronto, fazendo isso, você terá a maior tranquilidade em seu lar, mesmo ele ouvindo em tom alto sons como esse do Lei do Cão. Até mais, beijos!


Myspace: Lei do Cão

Download:
Split - Lei do Cão & Crippled Fox (2011)

5.8.11

OxDxCx - Lixo Social - EP(2011)





Odeio Di Caprio ou OxDxCx para os mais ixpértos é uma banda de hardcore/punk oriunda do Rio de Janeiro. Na ativa desde 2005, os joviais espalham o som agressivo e letras de protesto lá pelas bandas da cidade maravilhosa. Nesse ano de 2011 os lyndos soltaram um EP intitulado "Lixo Social", contendo 5 cantigas bem "oldschool style", gravações com uma qualidade boa, guitarras que se destacam, colagens bem legais e letras que falam dos problemas sociais que tanto acabam com os menos favorecidos.
E assim, se tu é um moiçolo dos mais ciumentos, daquele que não aguenta ver os marmanjos secarem sua querida mulher nos shows toscos de róck, vou passar uma simpatia para que esse sentimento infame morra dentro de ti. No último dia do mês, sobre um pires, acenda uma vela branca, ao lado coloque um cálice de vinho LICOROSO e uma foto em que apareçam apenas você e sua amada. Quando a vela estiver queimada pela metade, diga em voz alta: "Rebole no chão, ciúme que maltrata o meu coração". Beba então o licor e guarde a fotografia. Quando a vela estiver totalmente derretida, enterre a parafina junto com a bosta seca sua de três dias anteriores e pronto, você poderá frequentar tranquilamente shows punk/hardcore/metal com a sua dona menina sem se moer por dentro. Ah, e ouça esse disco, é uma pedida boa também pra aliviar sentimentos vorazes. Beijos.


Ouça os jóvens aqui: OxDxC

Download:

2.8.11

C.R.A.C.K. - Perspectivas Sombrias(2011)




C.R.A.C.K. é um conjunto de música rápida oriunda de São Paulo e formada em meados de 2010. Com o propósito de fazer um mescla entre o hardcore e o grindcore, esses joviais lindos soltaram esse ano o disco "Perspectivas Sombrias". Gravações sujas, 11 músicas curtas, protesto, gritos, safadagem e um pouco de nóia na mente é o que tu irá encontrar nesse registro. E é o seguinte, se você era um daqueles jóvens criados no interior, que não perdia uma Vaquejada da quermesse, só bebia destilados de marca barata, selecionava as rapariguinhas mais cheirosas da noite e no final de todo aquele muído você simplesmente fazia do meio fio mais próximo o melhor e mais confortável travesseiro, querido amigo, mesmo que você não saiba, esse registro foi feito pra ti, carroceiro de marca maior! Beijos.


Myspace: C.R.A.C.K.


Download: