ALZHEIMER PODCAST

pra esquecer das coisas ruins, pra lembrar das coisas boas

MARY O AND THE PINK FLAMINGOS

Surf-punk psicodélico do jeito que diabo gosta

PAQUETÁ

O fino do surf music underground

28.8.14

As Artes de Mike Knight

Hoje a postagem vai ser diferente, mas tendo uma forte ligação com as chorumagens expostas aqui. Desta vez eu venho por meio deste divulgar o trampo surreal e foda do cabra conhecido pela graça de Mike Knight. Este indivíduo infame e de mente perturbada é mestre em produzir artes que representam o submundo do underground lado b, e pasmem, este blog serve de inspiração para as blasfêmias que este raparigo expõe por estes becos sujos da arte marginal. Logo abaixo segue alguns trampos deste artista e você mesmx poderá tirar as conclusões deste belo trabalho. Fiquei surpreso e honrado ao saber que este sítio serve de inspiração para algo que realmente tenha relevância (risos).

Página: Knight Desenhos





27.8.14

Coleta Anti Seleta #01 (2014)


Depois de muita enrolação e alguns contratempos, a primeira coletânea do blog (ufa!!!) sai do forno para o deleite dxs podres leitores deste sítio. Tive sempre essa ideia e desejo de lançar um material do blog em formato de coletânea, pois foi neste formato específico que pude conhecer inúmeras bandas e poder ir atrás de materiais autorais e coisas do tipo. Neste primeiro número tentei seguir a lógica que gira em torno do blog e coloquei bandas de todas as regiões do país e que estão postada no blog. Entre o crust e o punk, situa-se o melódico e o rock de garagem, passeando entre o grindcore e powerviolence, ou seja, tentei abranger estilos diversos pra virar uma miscelânea sonora de cantiga rápida das boas. Por enquanto o registro será lançado em formato virtual, e num futuro próximo (espero!) esta coleta deverá sair em formato de fanzine/cd totalmente gratuito em tiragem limitada em 100 cópias. A fudida arte de capa da "Coleta Anti Seleta" é uma concepção idealizada pelo mestre Rogério Alves (Art Till Death), e desde sempre agradeço ao cabra pela parceria, confiança e inspiração. O objetivo maior deste registro é o mesmo do blog, divulgar bandas, fortalecer de alguma maneira o faça-você-mesmx e tentar mostrar que novos submundos são possíveis dentro deste falido mundo. Espero que gostem e espalhem. Tosco e sem holofotes, obrigada.

Track List:

01 - Lo-Fi - Cowboy Band
02 - Criaturas de Simbad - Evoluindo Pra Pior
03 - Lei do Kaoz - Igreja Ingericana
04 - Ressonância Mórfica - Plutocracia
05 - Violent Illusion - HxCxTxCx (Hard Core Thrash Crew)
06 - Caos Devasta - Morte na Estrada
07 - Motor City Madness - Dead Man's Hand
08 - Diskontrolly Social - Falso Moralista
09 - Darksiders - Cólera dos deuses
10 - Eu o declaro meu inimigo - Fortaleza de Incertezas
11 - Hediondo - Polícia Não!
12 - Shame - Começo, Meio e Fim
13 - Lomba Raivosa! - Jovem Indomável
14 - Descarga Negativa - Terror Nacionalista
15 - Detrito Acidente - Lixo
16 - Ereção de Elefante - Geração Conformada
17 - Raposa Apaixonada - Alienado
18 - Insvlariz - Black Bike
19 - Crânula - Vale da Morte

Ouça a "Coleta Anti Seleta #01" aqui:

Baixe a Coletânea aqui:

26.8.14

Tarde Festiva Metal - 31 de Agosto - Capim Pub (Goiânia)


Tarde Festiva Metal

com as bandas:

Delirium Tremens (Lançamento)
Sociofobia
Suttura

Data: 31 de Agosto
Local: Capim Pub (Goiânia)
Horário: 16 horas

Exhale The Sound - 10 e 11 de Outubro - Belo Horizonte


Após uma bem-sucedida estreia no ano passado, o festival Exhale the Sound resolveu ampliar seu alcance em 2014 para seguir sendo referência no país. Assim, a segunda edição do evento terá dois dias de shows com o melhor da música pesada e “torta” feita no Brasil atualmente, incluindo bandas de grind, crust, sludge, stoner, death metal, black metal, doom, post-rock, hardcore, punk, entre outros estilos.

Outra novidade do ETS 2014 é que o festival será realizado no CentroeQuatro, uma das principais casa de cultura de Belo Horizonte. Localizada na região central da cidade e perto de diversas linhas de ônibus e da estação central do metrô, a casa possui um espaço amplo e estruturado para receber o público nos próximos dias 10 e 11 de outubro.

No total, 25 bandas de todo o Brasil passarão pelos dois palcos do festival, que terá equipamento e estrutura de primeira linha para garantir a surdez temporária de todos os presentes.

Com uma abordagem que vai além dos shows, o evento também vai apresentar outras atrações importantes para o universo musical em que está inserido. A lista inclui uma feira de publicações independentes, presença de selos e distribuidoras de discos, e exibição de vídeos e documentários.

Vale destacar que o ETS é um evento totalmente independente, seja na organização que segue os preceitos do DIY (faça você mesmo) como na curadoria das bandas, que tem como único compromisso a qualidade das suas atrações.


Serviço
 Local: CentoeQuatro | Centro Cultural (Belo Horizonte)
Data: 10 de outubro (1 palco) e 11 de outubro (2 palcos)


20.8.14

Cachaça - 4 Way Split - (2014)


Aqui está um registro que este blog gosta de rasurar, um 4 Way Split que reúne as bandas Cueras, Cuspindo Brasa, Escarro Verbal e Kontra. Ao todo esta bolachita sonora conta com 25 cantigas que exploram ritmos contagiantes como o hardcore, powerviolence, punk, crust e podreiras sonoras afins. As bandas representam as cidades de Piracicaba e Limeira e o disco é do jeito que o cão gosta: sujo, agressivo, contra esse sistema falido, contra a família tradicional, ora mal gravado, bem aos modos DIY de ser. E eu digo, split que reúne várias bandas é uma boa oportunidade conhecer novos sons, ideias e influências. Gosto desse tipo de raparigagem e na medida do possível tento propagar essas blasfêmias sonoras da pior forma possível. Ouça e conheça!

Download:


Bad Taste - Deselegância 019 - EP (2014)




Bad Taste é uma banda oriunda da região metropolitana de Campinas/SP que se propõe a espalhar pelos piores becos possíveis o hardcore da forma mais agressiva possível. O conjunto de cantiga rápida é composto pelo seguinte quinteto: Melo (vocal), Zig (guitarra), Bozó (guitarra), Du (baixo) e Snake (bateria), e os cabras soltaram neste ano o EP "Deselegância 019", composto por 6 músicas que abordam de forma ácida, carregada de humor e crítica temas como a trairagem, miséria, violência, exploração do trabalho e o álcool. Com uma boa gravação de estúdio, boas composições e excelente concepção gráfica, destaco as músicas "Faca nas Costas", "Mercenários", "Negligência" e "Deselegância 019". Pra quem for ouvir, as referências partem de bandas como o Ratos de Porão, Madball, Pantera e afins, e a intenção clara da banda é espalhar o hardcore politizado, carregado com humor irônico e incomodar o ouvido alheio com muito barulho. Ouça!



Página da banda: Bad Taste

Ouça o EP "Deselegância 019" aqui:


18.8.14

Sriba Boys (RUS) & Entre Os Dentes - Split (2014) - Pré Lançamento



A banda daqui de Goiânia, Entre Os Dentes, soltou recentemente em seu Bandcamp o pré-lançamento de seu próximo trampo, que vai ser um Split junto com a banda russa Sriba Boys. Previamente está definido 6 cantigas pra cada banda e lançamento em formato fitinha cassete, mas nada está concretizado e os rumos podem ser outros, ou não. Pra degustação foi liberada 2 cantigas de cada conjunto pra audição, e o que eu posso dizer é que a parte goiana está furiosa, uma mistura das mais fodas de hardcore/crossover/powerviolence, com o Victor superando com um vocal lindamente podre. Considero a banda como o que há de melhor do hardcore atual de Goiânia e isso pode ser comprovado nas duas cantigas "Não Pago Ônibus"/"Você é seu estado", essa galera tá comendo farinha com a mão sem ajuda de água pra descer, letras fortes e som lindamente pra pogar de forma decadente. A parte russa não deixa a desejar e lembra algo de maloqueiragem sonora skatista americana dos anos 80, uma junção de Poison Idea+JFA+Frio. A linda arte de capa leva a assinatura do nobre raparigo Ventana, tocador das cordas finas do Entre Os Dentes. Já estou na fissura de sacar o resultado final desse registro. Ouça e não se arrependerá.


Página da banda: Entre Os Dentes
Página da banda: Sriba Boys

Ouça a prévia do Split aqui:

15.8.14

CATUABA SESSIONS - 30 DE AGOSTO EM GOIÂNIA




A grande noite está chegando. O elixir, o petróleo que move o submundo goianiense, será o combustível deste renomado festival. Várias capitais enviaram projetos para sediar o evento do ano, mas a abrangente pesquisa de nossa competente equipe de produção constatou que o maior foco catuabeiro do Brasil é sim a região do setor central e do setor leste universitário, em Goiânia. Além de rios do liquido afrodisíaco, contaremos com as tradicionais rodas de catuabada, com a presença dos raros índios da tribo pastelereu, que vivem nômades depois do covarde ataque da tribo dos marconazis. Além, é claro, a presença de bandas em que os integrantes fazem o uso desmedido da bebida. Dos mesmos produtores dos imensos sucessos “Cattoo Rock Fest”, “Catuabada” e “Catuaba Monstra Rocks”.

* Texto retirado do release do evento

PROGRAMAÇÃO

18:00 ABERTURA DOS PORTÕES
19:00 UNIÃO CLANDESTINA
19:30 TIREI ZERO
20:30 COLETIVO SUI GENERIS
21:30 BANG BANG BABIES
22:30 ATOMIC WINTER
23:30 OVERFUZZ
00:30 THE GALO POWER
01:30 BABA DE SHEEVA


DATA: 30 DE AGOSTO - SÁBADO - 17 HORAS

LOCAL: DCE-UFG - GOIÂNIA

PREÇOS

R$ 5,00 ATÉ AS 19 HRS OU INÍCIO DA PRIMEIRA BANDA
R$10,00 APÓS O INICIO DO SHOW


LINK DO EVENTO: https://www.facebook.com/events/420205924784563

14.8.14

Chico Doido HC - SUS (Sistema Único de Sofrimento) - EP (2014)


Chico Doido HC (que nome lindo!) é uma banda de hardcore oriunda lá da quente Araguaína/TO. Estão na ativa desde os perdidos de 2009 e a quadrilha é formada pelos meliantes Tiago Bakaba (vocal tratado com gargarejo de romã), Roney Araújo (cordas finas), Willian Paka (cordas grossas) e Hiago Castro (cozinha maravilhosa de Ofélia). Neste tenebroso ano, o conjunto de cantiga agressiva soltou para o deleite do grande público tosco que ama hardcore, o EP "SUS - Sistema Único de Sofrimento", disco esse que conta com 4 musicólas calcadas no hardcore/punk da velha escola. Letras em português que falam da problemática tosca e desumana do sistema de saúde pública, violência e degradação humana, manipulação das informações e da cruel condição dos viciados em crack. O disco é do jeito que este blog gosta, cru e sem firulas, bem tocado e esgoelado, com boas referências aos Ramones, Ratos de Porão e afins. A linda capa da bolachita é outro destaque, pois a arte ficou bem foda. Se você gosta de hardcore, pancada na molêira, gosta de rebolar pedra no telhado de vizinho que ouve cantiga religiosa, este é o som, esta é a banda. Boa banda, ouça e espalhe!

Página da banda: Chico Doido HC



Baixe o EP aqui:


Askow - War Without End - EP (2014)


Askow é uma banda de São Paulo e que está em atividade desde 2012. Formada por Márcio (vocal), Willian (guitarra/backing vocal), Danilo (baixo) e Paulo Johnny (bateria), a proposta de som dos cabras é de fazer algo rápido e pesado, que pode ser conferido no mais recente trabalho da banda, o EP "War Without End". O disco é composto por 5 faixas que exploram o hardcore, crossover e thrash metal, numa sonoridade crua e forte. As letras abordam temas sociais e decadência humana, dando uma maior consistência à agressividade passada nas cantigas. Banda nova da cena e pra quem gosta deste tipo de sonoridade, é uma boa pedida!


Página da banda: Askow

Ouça o EP "War Without End" aqui:

Baixe o EP aqui:

12.8.14

Diatribe - Tempos Modernos (2014)



Diatribe é uma banda de Crustcore oriunda lá de Santa Cruz do Sul/RS e o quarteto antisinfônico é composto pelos seguintes bacharéis: Vitor (vocal e cordas finas), Felipe Zaka (vocal e cordas grossas), Carlos Pê (cordas finas) e Lucas (batuques). A banda está na ativa desde 2004, e no final do mês de julho deste ano foi para os becos sujos do subterrâneo sonoro nacional o mais novo trampo desta bonita banda, intitulado "Tempos Modernos". A bolachita é composta por 8 cantigas que mesclam o crustcore, punk e hardcore, com letras intensas, críticas e com uma abordagem niilista das condições humanas perante a este podre mundo. Do disco eu destaco as músicas "Tempos Modernos", "A Vontade e o Medo" (a escrita é cortante), "Espelho", "Construindo Nossa Existência", "Benevolência" e "Muletas", ou seja, o disco está precioso em toda a sua construção sonora, destacando também as guitarras decadentemente melancólicas, o baixo denso e incorporado de maneira bem suja, a bateria que dá um ótimo sustento, com boa velocidade, encaixe e viradas e o vocal intenso que passa a sensação de desespero e revolta. Gravado ao vivo no Estúdio Musitek e mixado por Rodrigo Dbira, a audição é outro bom destaque deste registro, bem como a concepção gráfica do material, composto por uma capa de pano, parte interna com papel e espiral, encarte e uma ideia original das mais bacanas dentro deste underground. Vale lembrar que a banda assume uma postura forte em prol de causas como o feminismo, liberação animal/humana, exploração e a revolução pessoal como forma de mudar essa podridão social em que vivemos, outro ponto positivo. 
Não costumo dar notas para discos, mas este eu senti vontade de "expor" (como se eu fosse alguma coisa pra avaliar algo) um 9,5 por todo o contexto que encontrei. Claro, o fato deste que aqui rascunha gostar da banda conta um pouco, mas este disco estou ouvindo os dois dias que se passaram de forma constante e viciadora. A sinceridade sonora, as letras (me identifiquei bastante) e a verdade intensa transmitida em cada música roubou minha atenção e com certeza irá larapiar a sua, pois aqui está, sem fazer média pra ninguém, um dos melhores discos deste subterrâneo lançado nos últimos anos. Ouça e espalhe. Obrigada.

Página da banda: Diatribe

Ouça "Tempos Modernos" aqui:

Baixe o disco aqui:

11.8.14

Nada Pop Fanzine #01

O Coletivo Nada Pop é um dos bons sítios dessa esfera em que consiste  o underground nacional. Resenhas, entrevistas, divulgação de eventos e coisas mais, tudo muito bem organizado e escrito (coisa que este seboso deixa bem a desejar). Se não bastasse toda essa articulação, o blog possui um bonito fanzine chamado "Nada Pop" e que teve o seu primeiro número soltado no mês de maio deste ano. 
Nesta primeira edição, bem ao molde clássico, o conteúdo é composto por resenha de discos das bandas Ratazana, Sky Down, Blear e Desacato Civil, além de matérias sobre as bandas Lomba Raivosa! e Luta Civil. Zine muito bem diagramado, escrito e ilustrado, deixando este que aqui escreve com uma alegria enorme de topar com trampos legais como este em becos sujos da internet.


Leia o Nada Pop Fanzine logo abaixo:


Meant to Suffer libera música de Split com Ação Direta



A banda de Grindcore/Sludgecore Meant to Suffer está de volta ao extremo submundo sonoro com cantiga nova. "Dead Under The Hatch" será uma das faixas que estará no próximo trabalho da banda, um Split com a lendária Ação Direta. Este é só um aperitivo pra atiçar os desejos mais infames daqueles que veneram a música agressiva de qualidade, portanto, o que está por vir é agressivo até o osso e nada suave para os ouvidos. Ouça e fique de queixo deslocado.


Página da banda: Meant to Suffer

Ouça a música aqui:

Metal Punk Attack #3 - Documentário



É o terceiro documentário da série que percorre o cenário underground brasileiro do Punk/Metal e suas vertentes.
Dessa vez o evento foi realizado na cidade de Rio Claro-SP, produzido pela Garrafa Vazia com cobertura da Pé de Macaco S/A, transformando o Coreto da Praça Central em palco para diversas bandas do cenário regional. Com poucos recursos e apenas equipamento cedido por bandas e amigos, o festival expõe, além de diversas bandas autorais ativas no underground, todos desafios, conquistas, paradoxos e principalmente toda união presentes no cenário local atual.
O evento contou tanto com bandas inéditas na série quanto com bandas já presentes nos episódios anteriores.
AÇÃO TÓXICA - Banda contaminada e intoxicada na cidade de Porto Ferreira, interior de São Paulo. Resistindo desde 2005, segue o propósito de fazer um som simples, direto e crú, com letras diretas e objetivas. Possui apenas um cd demo gravado: "Ação e Reação", de 2005. A intenção é manter sempre vivo o espírito underground, do faça você mesmo. As influências passam por: Agrotóxico, Ratos de Porão, Cólera, Ação Direta, Questions, RAMONES... - LINK - https://www.facebook.com/acaotoxicahc
ORGASMO DE PORCO - OxDxPx é uma banda barulhenta de roque veloz - de São José Dos Campos - que habita o esgoto desde 2009. Não alcançam a geladeira e tocam o inferno com muito líquido cáustico nuclear. - LINK - https://www.facebook.com/oxdxpx
GROTESQUE - Banda de punk rock de Mogi Guaçu, com mais de 10 anos na ativa tocando o punk cru mais "latão" possível. - LINK - https://www.facebook.com/Grotesque
GARRAFA VAZIA - O Garrafa Vazia é uma banda de rock mulambo formada na cidade de Rio Claro em 2009. Três amigos mandando brasa sem piedade. É rock mulambo pra dançar e amar, pra cair e delirar. - LINK - https://www.facebook.com/garrafavazia
RATAZANA - A banda Ratazana foi formada em 1994 na cidade de Cerqueira César, com 16 anos de estrada a banda continua na ativa provando a todos que o melhor punk ainda é o mais simples! Não tem muito o que falar do som da banda, é punk rock básico, rápido, tocado de forma simples e muito contagiante. As letras continuam críticas ao nosso cotidiano, aos nossos políticos corruptos e nosso estilo de vida muitas vezes hipócrita, mas tudo isso cantado de forma bem irônica e divertida - LINK - https://www.facebook.com/ratazanapunkrock94
PEDRADA - Banda de Punk Rock Nacional formada em Abril de 2014, de Goiânia-GO, sucessora da antiga "Expressão Urbana". - LINK - https://www.facebook.com/pedradapunkrock
KROKODIL - Banda barulhenta surgida em 2011 em São Carlos-SP. Com som difícil de classificar, a KROKODIL é uma mistura bem suja das influências diversas de seus integrantes, tocando algo entre o noise, o punk, o stoner e o "grunge". - LINK - https://www.facebook.com/krokodilband"

Veja o documentário aqui:

8.8.14

Leptospirose - Tatuagem de Coqueiro (2014)



A banda que coloca o nome de Bragança Paulista na boca do sapo e costura com fios de arame farpado está de volta na praça do subterrâneo sonoro com trampo novo. O conjunto de música rápida em questão é a magnífica Leptospirose, que em Janeiro deste ano lançou o vinil 12 polegadas intitulado "Tatuagem de Coqueiro" ( o esquema saiu em cd digipack também). Mestre Quique Brown, Velhote e Serginho roubam a cena da forma mais podre e suja possível, com um disco que conta com 19 cantigas, com as características clássicas que fizeram da banda uma das mais conhecidas deste underground. Músicas que mal passam de 1 minuto e 30 segundos, títulos e letras inusitadas, engraçadas, ácidas e doidas, sonoridade suja que mescla o punk, hardcore, garage rock e surf music e o figuraça Quique Brown no comando deste excêntrico power trio. Em comparação ao disco anterior, Aqua Mad Max (balachita que ouvi até fazer casca de ferida na parte externa do ouvidor), o novo trampo dos Leptos está com a mesma pegada delicious/eletrizante, pouco mais de 16 minutos de extremismo sonoro da melhor qualidade que faz a pessoa apreciadora do som ficar com a biloca do olho abotecada e uma fissura agoniante de repetir a audição ao ponto de desenvolver TOC (aquelas paranóia que o dead robert cärlüs  possui). Cantigas delirantes como "Votação em bloco por capricho se chama bode preto", "Serasa e eu". "Robertão fez o riff desse som", "Tirar carta pra comprar motor, não te classifica pra nenhum campeonato" e "Benflogim" dão um pouco de noção do quão maravilhosa e doentia é esta talentosa banda-ternura. Gravado no estúdio El Rocha e produzido pelo cabra bom Fernando Sanches, a bela arte de capa leva mais uma vez o rabisco do bacharel Daniel ETE, além de possuir artes relacionadas com o tema "Tatuagem de Coqueiro", ilustradas por talentosos artistas do esgoto subterrâneo nacional, que de alguma maneira você conhece e consome. O lançamento da bolacha ficou por conta da loja de empréstimo para idoso Läjä Rex e o que eu posso concluir, é que este é um artigo para se ter em mãos (sebosas ou não), preciosidade sonora do mais alto requinte, decadente pra quem está no topo e motivador pra quem está nadando na lama, um dos melhores discos lançados este ano por uma das melhores bandas deste nosso submundo paralelo. Ouça e compre. Obrigada por ler até o fim.

Página da banda: Leptospirose

Ouça o Tatuagem de Coqueiro aqui:


Baixe o disco aqui:
Leptospirose - Tatuagem de Coqueiro (2014)






7.8.14

Penha Rock & Coletivo Nada Pop apresentam: Luta Civil - Lançamento do disco "Mentiras e Piadas"




Mais um show organizado pelo Penha Rock e colaboração do coletivo Nada Pop.

Dessa vez será um show de lançamento do álbum "Mentiras e Piadas" da banda Luta Civil, com a grande participação das bandas Dissidentes BrasilBanda Mollotov Attack e Dirijo.

Com entrada franca e a céu aberto, haverá ainda uma feira de artesanato e comidas tradicionais ao lado do palco. Contamos com a sua participação e compartilhamento. Será um grande dia de festa, só chegar junto!

Penha Rock & Coletivo Nada Pop apresentam:

Luta Civil (Show de lançamento do disco "Mentiras e Piadas")
Mollotov Attack
Dissidentes
Dirijo

+ Feira de artesanato e comidas tradicionais

Data: 17/08 (Domingo)
Horário: 14 horas
Local: Av. Governador Carvalho Pinto, 2000 Penha/SP
***ENTRADA FRANCA***

link do evento: https://www.facebook.com/events/695065677234063/

Kapitalistik Dëth & Abusive - Kids Having Fun With Fast Music - Split (2014)




Quando o assunto é cantiga rápida/extrema, este blog dá um jeito de relatar da forma mais podre, pensando sempre em ser uma espécie de colírio moura-brasil pra os olhos do fiel público infame que acompanha os escritos deste seboso sítio. Sendo assim, o relato sonoro da vez fica por conta do maldito split que junta as bandas Kapitalistik Dëth e Abusive no mesmo combo. 
A bolacha recebe o título de "Kids Having Fun With Fast Music", registro lançado no final do mês de Julho e que conta com 10 músicas (5 cantigas pra cada banda). A primeira parte do split fica por conta da Kapitalistik Dëth, powerviolence-maloca com letras que disparam contra o sistema, igreja, desigualdade social e faz uma ode à vida extrema e sem regras, com uma excelente gravação e sonoridade original com boas referências à velha escola da anti-música. A parte final do redondo com o furico no meio ficou com a Abusive, grindcore/powerviolence ultra rápido e com letras bastante niilistas, sonoridade old school na sola do tênis remendando com silver-tape e extremo sonoro que vomita de forma deliciosa nos tímpanos. Gravado, mixado e masterizado de forma magnífica no estúdio La Migra (por Alex Purulento), a capa deste honrado registro também merece destaque pelas belas colagens de imagens bem representativas e o saldo final é de que a beleza degradante e a falta de esperança por dias melhores é bem expressa no extremo, seja na vida, seja no som. Belo registro!



Página da banda: Kapitalistik Deth
Página da banda: Abusive

Ouça o Split aqui:

Baixe o Split aqui:

5.8.14

Reggrety - Demo (2014)


Reggrety é uma banda de Thrash/Death Metal formada em 2013 na cidade de Itajaí/SC. Composta pelo poderoso trio Bruno Baldessari (vocal/guitarra), Henrique Dolsan (baixo) e Alefer Reinert (bateria), o conjunto de música extrema lançou neste ano seu primeiro registro, uma Demo composta por 4 cantigas. O registro, lindo do começo ao fim, é uma mistura furiosa de Bay Area, Thrash Metal atual (se é que pode-se dizer assim) e Death Metal, com referências claras as bandas e sonoridade da velha escola da música pesada. Destaco todas as músicas desta magnífica demo, riffs, baixo, bateria e vocais impecáveis, que deixarão qualquer headbanger desconfigurado ao ouvir esta maravilha de petardo sonoro. A capa do disco é outro destaque, fazendo qualquer amante de jaqueta jeans desbotada querer esta imagem na parte traseira da vestimenta pra abrilhantar o podre visual. Gravação foda, banda cabulosa e o subterrâneo sonoro agradece por registros como este existir e manter o underground vivo em cada submundo deste país. Ouça e espalhe esta beleza de som!


Página da banda: Reggrety

Ouça a demo aqui:

The Assault - Demo (2014)



The Assault é um power trio oriundo da cidade de Araraquara/SP e que soltou recentemente o seu primeiro trabalho, uma Demo que conta com 6 cantigas. Misturando Thrash Metal e Heavy Metal, a banda que está na ativa há pouco mais de um ano, vem ganhando um certo destaque com a divulgação do novo trampo, que possui 5 músicas autorais e uma versão de"Troops Of Doom" do Sepultura. As letras abordam temas como a tecnologia,guerra, ódio e fé, num instrumental cru e direto. Destaque para as cantigas "Crisis", "Mined Garden" e "Losing Faith", essas e as restantes muito bem trabalhadas pelo trio formado por Artur Rinaldi (vocal/guitarra), Iuri Rabatini (baixo/backing vocal) e Vítor Rinaldi (bateria/backing vocal). O disco foi gravado ao vivo no Estúdio Távola e que mostra a junção de uma guitarra furiosa e distorcida, baixo pesadão, bateria agressiva e vocal agudo/violento. Ouça!


Página da banda: The Assault

Ouça a demo aqui:

Meivorts - Autocontrole - EP (2014)



Meivorts é uma banda de hardcore oriunda da cidade de Valinhos/SP. Composto pelo belo quinteto Marcus Vinicius (vocal), Diego Alvarado (guitarra), Gui Trento (guitarra), Guilherme (baixo) e Carlos (bateria), a banda lançou recentemente o seu segundo registro, o EP "Autocontrole". A bolacha conta com 4 cantigas que mostram a força do hardcore melódico, muito influenciado por bandas como Offspring, Bad Religion, Pennywise, Agent Orange e afins. O melódico mistura-se ao punk, que mistura-se ao hardcore oitentista, o que reflete-se na sonoridade ora agressiva, ora harmoniosa, com letras políticas fortes e bem elaboradas. Destaque para as músicas "Autocontrole" e "Preso na Própria Liberdade", pelos bons riffs, pela força e entrosamento que a banda transmite neste registro e por toda a concepção que gira em torno desse lançamento. Gravado no Chapola Stúdio, produzido/mixado/masterizado por Alexandre Chapola, a capa do disco leva o rabisco de Bruno Consani e a distribuição fica por conta da Motim Records. Com muita originalidade, estilo próprio, espírito punk nas letras e na mensagem transmitida, aqui está uma ótima banda para aqueles que gostam do melódico noventista, bom de ouvir no rolê de skate, no ônibus ou em casa com as amizades. Este é um disco que não pode faltar em sua coleção empoeirada. Trampo de qualidade que embeleza este torto underground sonoro. Ouça!

Página da banda: Meivorts

Ouça o EP "Autocontrole" aqui:

Baixe o disco aqui:

4.8.14

Contraponto - Barbárie (2014)



Contraponto é uma banda oriunda da querida Belém e que está na ativa desde 2008. Com mudanças de nome e de formações, a banda chega neste caótico ano de 2014 lançando a Demo "Barbárie", para o deleite do público torto do subterrâneo sonoro lado b deste país. Com uma inusitada mistura de crustcore e indie, o conjunto antimusical é formado pela nobre trinca de cabras bons Paulo Wallace (vocal e guitarra), Gilmor Souza (baixo) e Hayko Donafa (bateria), que aborda temas como o preconceito, desigualdade social e violência de uma forma crua e bem realista. Falando da bolacha, esta conta com 8 cantigas e atmosfera da gravação só poderia ser da forma mais "faça-você-mesmx" possível: um sala de ensaio, um celular, um microfone de computador e gravação podre sem deixar de ser ruim, com os bacharéis tocando da forma mais torta e fora do tempo que se possa imaginar, e como eu gosto dessas empenagens sonoras, o resultado final ficou muito bom, dentro das possibilidades e da real intenção sonora da banda. Sujão e podre, do jeito que o satanás gosta e a sociedade odeia, destaco aqui as cantigas "Barbárie", "Luta Mulher", "O Armário Não é o Seu Lugar", "Primeiro Mundo e "Belo Monte". Destaco também o vocalista, que parece possuir uns meio metro de arame farpado na garganta e as distorções que tanto fazem bem para minha precária audição. Aqui, aquele ditado vale ser citado, DIY OR DIE. Ouça, espalhe e dissemine a contracultura sonora pelos piores becos marginais que possam existir. 

Página da banda: Contraponto

Ouça a Demo "Barbárie" aqui:

Baixe a Demo aqui:

1.8.14

Tirei Zero solta duas músicas do novo disco




Bom negada, depois de uma demora de lascar pra lançar algo novo (eu já estava indo resolver essa treta pessoalmente na base da bucha), a banda goianiense Tirei Zero soltou duas cantigas para a degustação do grande público podre do subterrâneo sonoro, cantigas estas que farão parte do novo e primeiro debut da banda intitulado "Zero na Prova, Cinco e Meio na Vida". A banda, que está já há algum tempo de guitarrista novo (Victor do "Entre Os Dentes" assumiu as cordas finas), soltou as músicas "Menos é Mais" e "Eu Odeio Regras" para audição, naquele mesmo esquema safado-gostoso e "pogante" que é o Skate Punk. Gravado no famoso estúdio hype da dita goiânia rock city, o Rock Lab, o disco irá contar com 15 faixas e foi mixado por Douglas Ramirez. Bom, agora é esperar esta gloriosa bolachita com as unhas dando na carne, pois a amostra grátis sonora deixou este que aqui resenha (rizos) com o juízo sem rumo e com a maldita ansiedade (deteriorada pelas 3 colheres de sopa de pó de café rancheiro) atacada. Posso dizer toscamente que este som é o imaginário trazendo para a atmosfera quente-seca do pequi goiano o JFA bebendo conhaque de alcatrão, deixando a arcada dentária podre de tanto fumar aqueles rolos de bosta de fumo vendidos no mercado central, guardando seus skates nas bocas de lobo do centro noturno pra despistar os côxa e terminando o rolê consumindo boas bebidas baratas no S4, com a mesa de sinuca e a parede tampada de flyer xerocado ajudando a compor o cenário trash-anti-fashion sonoro. Esta é a banda, este é o som, maloca sem pedir licença pra mão branca.

Obs.: Vale lembrar que esta linda arte de capa é de autoria de Victor Stephan (Os Estudantes), o que dá um charme-podre a mais para este registro.

Página da banda: Tirei Zero

Ouça as cantigas aqui:

Ouça a demo do Tirei Zero aqui:


Nihil Gun - Fuck Clerks (2014)





Chegou recentemente aqui na sede da empreza o novo registro da banda Nihil Gun, oriunda da cidade de Leme/SP. O disco intitulado "Fuck Clerks" conta com 9 cantigas que mesclam o hardcore/punk/noisecore num esquema do it yourself de dar gosto de averiguar com mais calma. Letras com críticas sociais e que também possuem um toque de humor, o conjunto anti-musical formado por Madera (vocal), Luca (guitarra) e Joey (bateria) está em segundo registro aonde destaco as músicas "Fuck Clercks", "Palestina Livre", "Amarildo e Claudia R.I.P.", "O Pior Está Por Vir", "UFC HC" e "Sabe de Nada" com uma participação honrosa de Cumpadre Washington. A concepção gráfica do disco é outro destaque, muito bem feito e que conta com um bom encarte com as letras. Vale lembrar que este registro saiu também em formato fitinha k7, o que deixa o requinte do esquema ainda maior. Rápido, cru, sem firulas, papo reto para os tortos de primeira viagem, dedo do meio em riste para os machões do hardcore, e se você é daquelxs que curte a nostalgia da antimúsica noventista, este registro e esta banda é uma boa pedida, pois o subterrâneo sonoro lado b está mais vivo do que nunca nestas cantigas contundentes e resistentes. Belo registro deste underground que gosto. Ouça!

Página da banda: Nihil Gun

Ouça o disco aqui:

Download: