ALZHEIMER PODCAST

pra esquecer das coisas ruins, pra lembrar das coisas boas

MARY O AND THE PINK FLAMINGOS

Surf-punk psicodélico do jeito que diabo gosta

PAQUETÁ

O fino do surf music underground

12.12.14

United For Thrashcore com Bandanos (SP) - 14 de dezembro em Goiânia


Evento que faz parte das comemorações dos 10 anos do Thrashcore Fast

A rota criminal é a seguinte:

Segue o rolê:

15h00m - Abertura da Casa
16h00m - Dead Meat (GO) - Trio Thrash Metal
17h00m - Death From Above (GO) - Crust/D-Beat Maniac
18h00m - Bandanos (SP) - Crossover
19h00m - Atomic Winter (GO) - HC Melódico de 2 guitarras
20h00m - Higiene Mental (GO) - Punk/HC old school

DATA = 14/12/2014 - DOMINGO
HORÁRIO = 15 HORAS
PREÇO = R$ 10 REAIS
LOCAL = CAPIM PUB (Rua 05, esquina com av. Independência, Setor Aeroporto)

LINK DO EVENTO: https://www.facebook.com/events/283644975179258

9.12.14

Agressão Fast-Violence com Requinte em Goiânia

Na derradeira quinta-feira, Goiânia (cidade dos fatos mais bizarros noticiados na mídia tradicional) foi palco de uma noite devastadora quando refere-se à cantiga feita de forma extrema e rápida. É que um dos maiores nomes atuais dentro do grindcore/powerviolence mundial passou por esta metrópole provinciana e deixou bons danos para algumas centenas de presentes que estavam no local do crime. 
O dia era corrido e pra começo de conversa, consegui burlar a lei do sistema trabalhista e havia adquirido a liberdade do semi-aberto (aka bico) pra poder preparar-se podremente para o baile formoso que aconteceria no período noturno. Bebi umas cana com meus amados amigos maranhenses pra dar uma calibrada nas imediações do Terminal Praça da Bíblia, ajeitei a beca pôdi, e já embriagado e sem ter nexo do que falava ou via, parti para o baile jovial. Era a minha primeira vez na Diablo Pub, boate da cena alternativa que consegue abocanhar hypes, gente podre/desajustada, agroboys e patrícias num ambiente super bem estruturado e espaçoso. Doeu lá na raíz do olho quando recebi a notícia de que uma long neck estava no preço de 7 cãe$ de cruzado$ novo$, mas pra quem acostumou-se a beber cerveja em temperatura ambiente no Capim Pub, até que segurei o aperto do bolso, muito por conta da maravilha gelada que estava a kryptonita (aka heineken) e bebi, bebi, bebi. Conhecendo o ambiente e aconchegando no espaço aberto da casa, me deparei com algumas nobres podres figuras da cena tosca goianiense, e levei um bom lero com o mestre Rustoff e sua namorada enquanto o baile-formoso-da-juventude-contra-a-família-e-deus não começava. Naquela altura eu já estava bem doido de cana (não, eu não uso tóxico clandestino, atualmente só consumo remédio controlado-tarja-preta, que misturado com álcool... bom você já sabe!) e conversava até com gente que difamo.
Entre uma boa cantiga de thrash metal e outra de pós punk, sob o comando do Segundo (Two Beers Or Not Two Beers, Os Canalhas, Corja), alguns riffs começavam a vir do outro ambiente, era a Ressonância Mórfica convocando a negada para o death-grind nervoso, o melhor que há por essas bandas de cá do centro-quente deste país. Os cabra estavam apresentando o seu novo álbum, "Manpiguari", e Marcão & Cia mostraram que a cada dia que passa estão mais afiados e agressivos. Uma lindeza ver esses manauaras, erradicados em Goiânia já por um bom tempo, tirarem um som com bastante qualidade e sinceridade, num espaço underground com tantas dificuldades que já conhecemos. Uma coisa que me agradou muito foi a acústica do lugar e a regulagem do som, que lascou com meu ouvidor da melhor forma possível. Passada a devastação sonora e com boas dores na junta e parte do pescoço, voltei pro ambiente externo e pra cana, pois o cão estava me atentando e fazendo eu gastar toda a minha economia através de um plástico retangular e seis dígitos que simbolizam o satanismo capitalista moderno.
Naquela altura da noite-madrugada eu ainda estava consciente, mas muito doido, e vi que os Madrugas iriam começar o forró de cego, entón adentrei para o lado espaçoso do esquema novamente e vi de boca aberta, uma das maiores devastações sonoras ao vivo,
com aqueles americanos maravilhosos, power-trio que só podia ter feito um pacto com a besta-fera. Foram pouco mais de 20 minutos, rolou até bis, tipo esses shows grandes de bandas e tal. Mas é sério, fiquei impressionado com a força e a vitalidade desses infames, powerviolence pra vagabundagem nenhuma botar defeito. A noite foi muito boa e quem não foi por opção, perdeu um bom evento de cantiga agressiva, bem organizado.
O dia seguinte foi cruel, bem cruel, mas valeu por toda a loucura que já tinha um tempo que eu não fazia, e deixo aqui meus agradecimentos sinceros ao Júlio pela consideração de sempre, vida longa ao Thrashcore Fast e aos que fazem deste rock que eu gosto algo além de status e lucro. Que venha mais, desajustado como tem que ser!




***Apesar da falta de tempo e do desanimo que bate por vezes, vou seguir com o blog, depois de alguns papos que levei domingo na magnífica apresentação do Terrorizer, fiquei de certa forma emocionado, não preciso citar nomes, mas para o desespero de alguns, ano que vem tem muito mais coisa podre vindo deste chorume virtual.

Fotos por: Julio Vieira

2.12.14

Goiânia Noise Festival 20 Anos - 05, 06 e 07 de Dezembro




Este maldito ano de 2014, com tantos fatos infames que ocorreram, ainda tem algo de bom pra aproveitar neste derradeiro mês em que comemora o nascimento do raparigo de nazaré. É que o Goiânia Noise Festival, o maior e mais famoso festival de cantiga independente deste país chega aos 20 anos comemorando com muito glamour, rock e requinte. Digo isto pela programação maléfica deste ano que conta com alguns nomes pesados do naipe de Biohazard (EUA), Terrorizer (EUA), Korzus (SP), Radio Moscow (EUA), Mundo Livre S.A (PE) e outros, além de eventos integrados como o Cine Esquema Noise (mostra de cinema sobre música) e a Exposição Noise 20 Anos! (Exposição do mestre Marcatti e dos cartazes de todas as edições do Goiânia Noise). Vale lembrar que dentro da programação oficial ainda conta com lendas do underground goiano como o Spiritual Carnage, Mechanics e Ressonância Mórfica, e bandas mais recentes como a Coerência, Pedrada, Ghon, Coletivo Sui Generis e The Galo Power. Com certeza, se você hoje é uma pessoa torta que não orgulha seus familiares e causa repúdio na sociedade tradicional goiana, pode acreditar que este festival tem uma grande parcela de culpa e influência, portanto posso dizer que Goiânia tem o privilégio de receber este nobre evento, que mudou a concepção da cultura alternativa da cidade e das regiões adjacentes. 

Programação

SEXTA FEIRA – 05/12 – Centro Cultural Oscar Niemeyer
19:30 20:00 Ghon (GO)
20:15 20:45 Coletivo Sui Generis (GO)
21:00 21:30 Girlie Hell (GO)
21:45 22:15 Mechanics (GO)
22:45 0:00 Matanza (RJ)
0:30 1:45 Biohazard (USA)
SÁBADO – 06/12 – Centro Cultural Martim Cererê
16:00 16:30 Off a Cliff (GO)
16:30 17:00 Pedrada (GO)
17:00 17:30 Gonorant$ (DF)
17:30 18:00 Coerência (GO)
18:00 18:30 Revolted (GO)
18:30 19:00 The Dead Pixels (MG)
19:00 19:30 Gasper (GO)
19:30 20:00 Damn Stoned Birds (GO)
20:00 20:30 Overfuzz (GO)
20:30 21:00 Diego Mascate (GO)
21:00 21:30 Them Old Crap (PR)
21:30 22:00 The Neves (DF)
22:00 22:30 Spiritual Carnage (GO)
22:30 23:00 Barizon (RJ)
23:00 23:30 Space Truck (GO)
23:30 00:00 Hellbenders (GO)
00:00 00:30 The Galo Power (GO)
00:30 01:00 Carne Doce (GO)
01:00 01:40 Radio Moscow (EUA)
01:40 02:30 Mundo Livre SA (PE)
DOMINGO – 07/12 – Centro cultural Martim Cererê
16:00 16:30 Red Light House (GO)
16:30 17:00 Almost Down (GO)
17:00 17:30 Two Wolves (GO)
17:30 18:00 Dogman (GO)
18:00 18:30 Bang Bang Babies (GO)
18:30 19:00 Luxuria de Lilith (GO)
19:00 19:30 DDO (GO)
19:30 20:00 Dry (GO)
20:00 20:30 Boca Seca (GO)
20:30 21:00 Daniel Groove (CE)
21:00 21:30 Tonto (GO)
21:30 22:00 O Satânico Dr. Mao e os Espiões Secretos (SP)
22:00 22:30 Relespública (PR)
22:30 23:00 Ressonância Mórfica (GO)
23:00 23:30 Cachorro Grande (RS)
23:30 00:15 Terrorizer (USA)
00:30 01:20 Korzus(SP)

14.11.14

Cachorro da Duença - Degradação Humana (2014)


Cachorro da Duença é uma brutalidade sonora em forma de quarteto antimusical. Surgida na querida Caruaru/PE nos perdidos de 2012, a banda que é formada por Gustavo Madruga (vocal), Alberto (guitarra), Cássio (Baixo) e Pedro HC (bateria), soltou recentemente o seu primeiro disco, intitulado "Degradação Humana" e que conta com 15 rápidas cantigas. Explorando o que há de mais agressivo dentro do grindcore, a bolacha mostra toda a "desgraçaria" em pouco mais de 17 minutos de distorções, riffs curtos, 4 cordas bem densas, batucada extremista e letras que abordam de forma crua e niilista a podre realidade da sociedade falida atual. Apesar da falta de tempo, consegui ouvir bastante o disco nos últimos dias e sacar o teor das letras, e vou relatar algumas impressões que as cantigas deixaram em meu tosco íntimo. 

O disco abre com a furiosa "Holocausto Urbano" e aqui já dá pra ter a plena noção da agressividade sem massagem que a banda passa, passando pelo gutural maravilhoso do cabra que segura a responsa no microfone e terminando numa letra que fala que não basta ter guerra para ter mortes toscas, pois a crueldade está nas ruas e não tem face. "Ilegal" tem uma pegada black-metal-velha-escola-blast-beast e cita de forma direta a hipocrisia da não legalização da diambra (aka maconha). A sequência "Vaquejada é Tortura" / "Zona de Conforto" / "Capitalismo" deixa aquelx que ouve a labirintite atacada e a zuada no ouvidor parece ser interminável ( o que é muito bom, por sinal). Em "Epidemia de Pedra" a letra e o som reproduz toda a crueldade que o vicio em droga barata e aniquiladora causa nas pessoas, cantiga que possui uma pegada bem old-school de death-grind. "S.E.D.E.I.V" é fast e sem massagem, boa pra sapecar costa de gente desavisada. "Nordeste Inventado" é a melhor do disco (em minha tosca opinião), pela pegada catastrófica que a sonoridade passa e pela maravilhosa letra que expõe toda essa xenofobia tosca exposta contra o povo nordestino, recado muito bem dado pra quem merece ser dizimadx deste convívio terrestre. Outra sequência que chega sem pedir a bênção é: "Toritama / Nazista Nordestino / Escravos", que mostra um certo niilismo sonoro e que passa uma sensação de desprezo extremo, até pelo fato do vocal ser bastante agressivo e seco. Por fim, a bolachita encerra de forma digna e em alto nível com as músicas "Maldita Herança" e a "A Margem".

Esta maravilha do cenário extremo-sem-holofote-nacional foi gravado no Lá Em Casa Estúdio, mixado e masterizado por Henrique Aragão, produzido por Cachorro da Duença, a brilhante e cabulosa arte de capa leva o rabisco do cabra Hugo Silva e o bom-esquema-noise é um lançamento conjunto dos selos Cabra da Peste Distro, Distro Hate, Nervura Distro, Zuada Rec, Purgatorius Records, Poeira Maldita, APA Distro, Faminttus Records, Hard Caos Discos, The Grotesque Distro e Underground Brasil Distro. 
Pra finalizar, apesar da falta de tempo, é sempre um prazer ouvir um trampo de qualidade como este, vindo do nordeste torna-se ainda mais especial, pois tenho fortes raízes por lá e é uma região que admiro pela riqueza cultural de um povo tão sofrido e discriminado. Agradeço sempre pelo contato e consideração que as bandas, como a Cachorro da Duença, possuem por este tosco espaço virtual, o mínimo de interesse e disposição de ambas as partes faz com que este submundo sobreviva da melhor (ou pior) forma possível, e digo, esse disco tá muito foda e representa bem a malucada gente fina do lado b agressivo das quenturas do lado de lá. Obrigada e ouça bem alto essa beleza da agressividade sonora nacional.

Página da banda: Cachorro da Duença

No Bandcamp:


Ouça o disco aqui:


Baixe o disco aqui:

6.11.14

Destrua o Poder Não as Pessoas 5 (Pt. 2) - 08/11 - Old Studio (Goiânia)



Destrua o Poder Não as Pessoas 5 - Parte 2

Versão áudio-visual com as bandas:

Disforme (DF) (crust/punk/metal)
Entre Os Dentes (GO) (thrash/hardcore/punk)
Tirei Zero (GO) (skate/hardcore/punk)
WxCxM (GO) (thrash/punk/hardcore)
Abdala (GO) (música do coração)
Dead Meat (GO) (thrash metal)

Data:08/11 (Sábado)
Horário: 17 Horas
Local: Old Studio (Av. Araguaia, 603 Centro - Goiânia)
Valor: R$ 10,00
Link do evento: https://www.facebook.com/events/1480907525518902

30.10.14

Metal Punk Attack #05



Eis que aqui está mais um vídeo da série "Metal Punk Attack", em sua 5ª edição e produzido pela Pé de Macaco S/A. Neste episódio participam as bandas Sky Down, Anafilaxia Social, Bye Bye My Brain e Troublemaker, tudo no esquema-bom-de-sempre, com muita cana, boas conversas, D.I.Y. ao pé da letra e sonoridade underground feito de forma sincera. Veja!



Exposição no Dia de Finados reúne obras de 20 artistas brasileiros para discutir intolerância e preconceito





Quinta edição da Vanitas vai contar com obras inéditas de 20 artistas renomados de diversos estados

No dia 2 de novembro, domingo, será realizada a quinta edição da Vanitas, exposição que discute a morte por meio da Arte, promovida tradicionalmente no Dia de Finados pela Plus Galeria. Vinte artistas de diversas partes do País participam da mostra deste ano, com obras que discutem, além da finitude da vida, a intolerância e as diversas formas de preconceito. O evento será realizado na loja Mapi 49, localizada no Setor Sul, em Goiânia. 

São expositores desta edição os goianos Oscar Fortunato, Rustoff, Wolney Fernandes, El Mendez e Lupe, radicada no Rio de Janeiro; a carioca Mana Bernardes, os paulistas Zé Otávio, Thais Ueda, Rage, Sabrina Eras, Nick Alive, Carlos Rezende, Leandro Dário, Mariana Martins e Fernanda Guedes — que expõe também obras do projeto “Tara”, em parceria com Tony de Marco; os catarinenses Nestor Jr e Ramon Rodrigues; a potiguar Sabrina Bezerra e o mineiro Leo Brizola. 

Mana Bernardes e Mariana Martins são dois dos nomes nacionais que a Vanitas 2014 traz este ano para Goiânia. Mana ficou conhecida do grande público pelos seus trabalhos em parceria com a Tok Stok, e mais recentemente pelas obras expostas na novela “O Rebu”, que foi ao ar entre julho e setembro pela Rede Globo. Já Mariana, filha do mestre brasileiro Aldemir Martins, é fundadora da Choque Cultural, uma das mais influentes galerias de arte do País. 

O mineiro Leo Brizola também participa desta edição. Leo estudou na Escola Guignard, em Belo Horizonte, e é conhecido por seus polípticos em grandes formatos pintados com tintas que ele mesmo confecciona. Hoje o artista, que tem mais de trinta anos de carreira, é curador do Galpão Paraíso, espaço que trabalha com artistas coletivamente, promovendo cursos e exposições na capital mineira. 

A Serigrafada Plus também será realizada durante o evento, por Oscar e Rustoff. Happening já tradicional da galeria, têm o valor de R$ 25 cada aplicação. Qualquer peça de vestuário pode ser serigrafada, desde que seja de algodão. 

Morte e intolerância
Este ano a exposição tem uma curadoria mais ampla, e busca questionar, além da vaidade e a brevidade da vida, a igualdade e o respeito. A curadora responsável pela Vanitas, Lydia Himmen, acredita que a caveira seja um símbolo capaz de aglutinar todas essas provocações. 

“Muito se fala do que o outro faz ou deixa de fazer. Estamos caminhando para uma ditadura do corpo e da mente, quando deveria ser exatamente o contrário. O que precisamos é de educação para nos libertar, não de leis para nos aprisionar”, afirma Lydia.

Vanitas
‘Vanitas’, em latim, significa ‘vazio’, ‘futilidade’ e simboliza o vazio do que é efêmero, das coisas terrenas. É o vocábulo latino que, no português, está tanto na origem do substantivo ‘vaidade’ quanto na do adjetivo ‘vão’. 

É possível, assim, entender a maior parte das naturezas mortas não apenas como demonstração de virtuosismo artístico, mas como alegorias morais, mensagens que lembram ao ser humano a passagem do tempo e, sobretudo, a certeza da morte e transitoriedade da vida. 

Plus Galeria
A Plus Galeria tem o propósito de democratizar o mercado artístico, explorando novos mercados e novos públicos consumidores. Vende obras de diversas técnicas, tamanhos e preços, todas 100% feitas pelos próprios artistas, para pessoas das mais variadas idades e lugares do país e do mundo. 

Fundada em 2010, a Plus vem consolidando ao longo do tempo seu papel de formadora de apreciadores e investidores em arte, e de fomentadora de um mercado mais justo e criativo para criadores e consumidores. 

Mapi 49
Ao reunir no mesmo espaço bicicletas, skates e móveis desenvolvidos por designers cariocas, além de peças de roupa e acessórios, a Mapi 49 permite uma experiência de consumo consciente e integrada, e oferece um ambiente aconchegante para seus clientes. 

Links

Plus Galeria

Mapi 49


SERVIÇO
O quê: Exposição Vanitas 2014
Quando: 2 de novembro (domingo), das 16h às 21h
Onde: Mapi 49 (Rua 113, nº 49, Setor Sul, Goiânia-GO)
Quanto: Entrada franca. Serigrafadas a R$ 25,00 (cada). Obras de Arte à venda.
Bebidas e comidas à venda.

Obrade Carlos Rezende


Obra de Oscar Fortunato

29.10.14

Pedrada - Hipocrisia (Vídeo Clipe)


A banda Pedrada, agora em power trio e que antes era conhecida como Expressão Urbana, lançou recentemente o clipe da cantiga "Hipocrisia", música que fará parte do primeiro EP da banda. Gravado em vários pontos legais de Goiânia, a banda mostra uma pegada diferente da banda anterior, fazendo um punk rock mais elaborado, maduro e com riffs melodiosos. O vídeo passa uma mensagem forte no que se refere à pressão do cotidiano. Boa produção e boa música, veja!

Foto por: Katira

Página da banda: Pedrada

Lomba Raivosa! - Mini Doc. Mini Tour Venezuela 2014



Senhoras e senhores, eis que aqui está a película que mostra como foi a Mini Tour pela Venezuela, país irmão e querido, que a banda Lomba Raivosa! realizou no mês de Junho deste mês. Cachorrada, Passa Mal exemplo de vida, boa edição do naipe da produção Amaury Jr. e o rock doido mostrando como não deve-se fazer pra almejar a glória não alcançada. Muito bom o vídeo e muito bem recomendado por este imundo sítio, veja!

Destrua o Poder Não as Pessoas V - 01/11 - Capim Pub (Goiânia)



Bandas:

Pouca Prática (GO) - (fastgrindthrashcore)
Diskontrolly Social (GO) - (Anti-música) 
Death From Above (GO) - (d-beat) 
Signo - XIII (DF) - (Pós-Punk) 
Pröjjetö Macabrö (PE) - (Hardcore Punk)

Destrua o Poder Não as Pessoas 5

Local: Capim Pub (Rua 5, N°65, Setor Aeroporto - Próximo ao Wallmart, Goiânia)
Data: 01/11/2014
Horário: 16:00
Entrada: 10,00
Link do evento: https://www.facebook.com/events/971430979550803

22.10.14

Pré Festa ThrashCore Fast 10 - MAGRUDERGRIND (EUA) em Goiânia



O ThrashCore Fast é um/uma festival/festa que tornou-se lenda viva por essas bandas de cá do centro quente deste país. Metendo a mão aberta na face do tempo, este maléfico evento (que estragou a vida tosca de muita gente doida por aí) aponta para uma década de resistência, espírito DIY, amizades e muitas bandas lascadas de boas passando por aqui, neste solo em que o coronelismo impera e tarda de morrer.
Neste ano não poderia ser diferente, numa Pré Festa a ser comandada numa das casas mais famosas da cena alternativa goianiense, a Diablo Pub, a atração magnífica da noite de 4 de dezembro (quinta-feira) será nada mais que a Madrugergrind, uma das bandas mais importantes do atual cenário mundial do grindcore/powerviolence. Os americanos estarão em turnê pela América do Sul, e esta linda cidade dos noticiários bizarros receberá de braços abertos e um bom aconchego a passagem dos Madrugas, com muito pequi em conserva, cana curtida com jurubeba, fumo de rolo separado delicadamente com canivete revestido com lasca de couro de porco do mato e pamonha tradicional oriunda da querida Quirinópolis. A abertura dos trabalhos ficará por conta da lenda manauara/goiana Ressonância Mórfica, grindcore/death metal da melhor qualidade feito por uma das bandas mais importantes do gênero deste país. Ainda terá a discotecagem magistral do grande mestre Segundo, raparigo incansável do underground goianiense e Master Beer do selo Two Beers Or Not Two BeersO cartaz maravilhoso leva o rabisco do magistral artista Diogo Rustoff, e o apoio deste tosco sítio a este nobre evento se dá por conta da amizade, das ideias que se cruzam e da diversão sincera sem holofotes. Lembrando que este blog estará presente na festa e tentará fazer algum relato desta noite da besta-fera, isto se a bebida e os tóxicos permitirem que eu fique limpo e não dê vexame. Nos vemos lá.

SERVIÇO:


PRÉ-FESTA THRASHCORE FAST 10

Local: Diablo Pub (Rua 91, N 32, Setor Sul)

Preço: $15 até à meia noite; $20 após (a casa abre às 22)

Bandas: 

Magrudergrind (EUA)
Ressonância Mórfica 

Mais discotecagem com DJ Segundo.

Flyer: Mestre Diogo H. Rustoff (Pretexto de Vagabundo Anti-Design)

Apoio incondicional: Blog Licor de Chorume e Diablo Pub.


16.10.14

Distanásia - Entre a Balança e a Espada - EP 7'' (2014)



Voltando aos trabalhos infames deste seboso sítio de cantiga anticomercial, desta vez chego rasgando o solo quente deste cerrado castigado pela penúria do atro rei através da banda Distanásia. Oriunda de Maringá/PR e ativa desde os perdidos do ano de 2005, este grupo que atualmente é composto por CB (vocal), Rustuk (guitarra), KL (guitarra), Junior (baixo) e Maka (bateria) lançou em Junho deste ano o maravilhoso EP 7'' "Entre a Balança e a Espada". O disco conta com 5 músicas, todas numa pegada crust/metal punk da melhor qualidade, que vai deixar qualquer dread-boy/dread-girl+calça-preta-toda-rasgada+patchs+pochete-imunda de boca aberta e com desprezo da vida falsa. As letras, muito bem escritas por sinal, disparam contra religiões, deuses, tradições falidas, leis que oprimem e toda a podridão que uma sociedade alienada gera com o passar dos anos. O difícil foi destacar alguma música, pois todas causaram um enorme agrado para este raparigo que por aqui rasura, mas chamo a atenção para as cantigas "Deus da Ignorância", "Entre a Balança e a Espada", "Tradições Contradições" e "Mordaças". O disco é um lançamento dos selos Subverta Distro & Records, Left Hand Records, Tamer of Crows Records, Matéria Negra Discos e Crust Or Die Collective, Distro & Label, um dos melhores lançamentos do gênero por essas bandas de cá, artigo indispensável para colecionadores e admiradores do crustcore e subgêneros do tipo. Mistura aí o Driller Killer, Extreme Noise Terror, Armagedon, Disrupt e Discharge e com uma boa dose de originalidade desta bela banda, e o resultado é esta beleza de bolachita. Ouça em volume alto e vida longa ao barulho que causa estragos em ouvidos suaves. Foda!

Página da banda: Distanásia


Ouça o EP "Entre a Balança e a Espada" aqui:

8.10.14

Metal Punk Attack 666 - 11/10 - Rio Claro/SP



No Barracão do Lago Azul (Rio Claro/SP) - 11/10 - Grátis

Festival METAL PUNK ATTACK #6 que receberá a turnê brasileira da banda peruana !

+ Filmagens, gravações from Pé de Macaco S/A

Link do evento: https://www.facebook.com/events/257810851082821

Com as bandas:

SxFxC (PERU)
https://www.facebook.com/pages/SxFxCx-GRINDCORE/228534783866480?fref=ts

GROTESQUE (MOGI GUAÇU/MOGI MIRIM)
https://www.facebook.com/Grotesque?fref=ts

O LADO ESCURO DO RALO (ARARAS)
https://www.facebook.com/OLadoEscurodoRalo?fref=ts

HELLSIDE (ARARAQUARA)
https://www.facebook.com/pages/Hellside/680282798673987?fref=ts

HIPPIES NOT DEAD (SÃO CARLOS)
https://www.facebook.com/HippiesNotDead?fref=ts

AÇÃO TÓXICA (PORTO FERREIRA)´
https://www.facebook.com/acaotoxicahc?fref=ts

MONOCELHA (SÃO PAULO)
https://www.facebook.com/monocelharock?fref=ts

NIHIL GUN (LEME)
https://www.facebook.com/nihilgun?fref=ts


GARRAFA VAZIA (RIO CLARO)
https://www.facebook.com/pages/GARRAFA-VAZIA/206708446038506?fref=ts

VIOLENT ILLUSION (SÃO CARLOS)
https://www.facebook.com/violentillusion?fref=ts

The Assault - Cover Me (Vídeo Clipe)


Este blog há alguns meses atrás havia divulgado o trampo da banda The Assault neste seboso espaço e agora volta pra falar que os cabras acabaram de soltar o clipe da cantiga "Cover Me", música que fará parte do próximo álbum deste triêto-thrash-heavy, intitulado "Prelude to War". A película foi produzida naquele esquema D.I.Y., de forma independente e com boa qualidade de filmagem e edição. Confira!

Página da banda: The Assault

Veja o clipe da cantiga "Cover Me" aqui:

3.10.14

Espancando Cristo - Jesus Pop Star (2014)


Com a religiosidade aflorada nos debates dos últimos meses dentro desta sociedade falida, nada mais justo do que homenagear o raparigo de nazaré neste seboso sítio. A banda escolhida para fazer as honras é oriunda da querida Natal-RN, terra que costuma parir pessoas sem um pingo de juízo, e o nome do belo conjunto é Espancando Cristo. O nome por si só já bastava para uma digna postagem, mas o esquema vai além, pois a sonoridade tem uma relação homoafetiva muito intensa com a imagem acima, um grindnoise-crust dos mais belos e que pode ser ouvido no mais recente trampo destes bons potiguares, o disco "Jesus Pop Star". A bolacha conta com 17 cantigas (com versões de cantigas de Magrudergrind e Industrial Holocaust), todas naquele esquema fast-furioso/anti-música que este blog ama e venera. Letras que criticam a religião e a sua influência na vida das pessoas são frequentes neste registro, não esquecendo da podridão que é este mundo. O disparo contra o falso metalcore na cantiga "Metalcore Sucks" é certeiro e justo. Formado por Rafael (vocal), Dennys (guitarra) e Wellyson (bateria), o trio mostra toda a sua agressividade neste bom disco, com gravação de qualidade, vocal de sacrifício de suíno, guitarra com bons riffs e um toque de chiado de rádio am e bateria com aquela pegada cavalo-manco que o d-beat espalhou e infectou os demais estilos podres de música rápida. Aqui está uma excelente banda para aqueles que gostam desta sonoridade que resgata a calamidade sonora noventista. Muito foda!!!

Página da banda: Espancando Cristo



Baixe o disco aqui:

29.9.14

Ratos de Porão (SP) no lançamento do Goiânia Noise Festival 20 anos



Heineken Monstro Rocks apresenta:
Lançamento do Goiânia Noise Festival - 20 Anos!

Com Ratos de Porão!

E ainda: Kamura + Boca Seca + Overfuzz + DDO + The Galo Power + Mad Matters + Coletivo Sui Generis + Atomic Winter + Baba de Sheeva

Discotecagem em vinil com Daniel de Mello

Pista de skate da Skatin'go Skate!!

Local: Centro de Convenções (Goiânia)
Data: 04/10 (Sábado)
Horário: 15 horas

Ingressos:
Antecipados: R$ 10,00
Pontos de venda: Hocus Pocus, Calango (Flamboyant, Buriti e Goiânia Shopping), Tribo Restaurante e Detroit Steakhouse (Alto da Gloria)

Na bilheteria: R$ 20,00

Mulheres e skatistas (com skate na mão) não pagam até 20 horas!!


Link do evento: https://www.facebook.com/events/1536105619941248/

25.9.14

Resto Imundo - S/T (2014)


Bom dia negada doida que gosta de estragar as vistas lendo estas blasfêmias postadas aqui. Hoje é dia de agressividade extrema e sem massagem, grindcore/powerviolence aos moldes antigos feito pela Resto Imundo, banda nova da cena podre-sonora de São Paulo. Composta por Ge Vulgor (voz), Anderson Buiu (guitarra) e Bruno Duracell 666 (bateria e voz), a banda lançou no mês do cachorro louco (agosto) o seu primeiro trampo na maldita rede. O disco conta com 12 cantigas, todas no esquema fast-furioso que estraga o depurador suave e aprimora o ouvidor danificado. As músicas mal passam de 1 minuto, com letras cruas e diretas que criticam a sociedade conservadora em geral, religiões, discurso falso e o horror deste mundo falido. Destaque para as suaves melodias de "Resto Imundo", "Próxima Vítima", "Interatividade", "Queime as Igrejas", "Represália Afronta" e "Submundo do Horror". Essa maravilha da sujeira sonora foi gravada, mixada e masterizada no Estúdio La Migra, pelo raparigo entendedor do assunto Alex Purulento, portanto a parada é suja, agressiva, subversiva, fora dos padrões e faz boas referencias à velha escola do estilo. Grindviolence da melhor qualidade pra lascar com os bons costumes e reputação de gente medíocre. Ouça!

Página: Resto Imundo

Ouça o disco da Resto Imundo aqui:

Baixe o disco aqui:

23.9.14

Luta Civil - Mentiras e Piadas (2014)



Luta Civil é uma banda de punk rock / hardcore oriunda de São Paulo e que está na ativa desde 2011, muito influenciados pelo punk 77, Ramones, Inocentes, Replicantes, Mercenárias, 365 e demais sonoridades do gênero. Composta por Leo Moraes (vocal e guitarra), Maurício Martins (vocal e baixo) e Eduardo Coes (bateria), a banda soltou neste ano o seu primeiro registro oficial, o disco "Mentiras e Piadas", disco esse que conta com 11 cantigas, que exploram o punk de forma simples, direta e sincera. Destaque para as músicas "Eu Quero (Trilha Sonora Rock n' Roll)", "Mentiras e Piadas", "Mosh", "Inaceitável", "Notícias do Fim Novamente", "Lixo Humano" (a melhor em minha tosca opinião) e "País dos Miseráveis". As letras são engajadas e não deixam de lado os problemas sociais que afetam o cotidianos de milhões de esquecidxs, a sonoridade é clássica e característica, cheia de ira e revolta, boa pra pogar e manter a chama do verdadeiro punk acesa.
O disco foi gravado no Estudio Subway por Anderson Lima e mixado no Estúdio Costella pelo capa de gaita Chuck Hipolitho, essa atenção na produção reflete na belíssima qualidade da gravação. A linda capa leva a assinatura do raparigo Erick Alves e a bolachita é um lançamento da Nada Pop Records, tudo no esquema faça-você-mesmx, com o verdadeiro espírito underground cravado na sola do all star podrão. 

Obs.: Agradeço ao pessoal da banda pela cortesia do disco e digo aqui que esse registro trouxe uma boa nostalgia punk para este que aqui rasura.


Página da banda: Luta Civil

Ouça o disco "Mentiras e Piadas" aqui:

Baixe o disco aqui:

17.9.14

Phrenesy - The Power Comes From The Beer (2014)


Nessa quentura seca que anda sapecando os couros da galera do centro deste país, nada melhor do que rasurar sobre uma banda representante do Centro-Oeste e que ama falar de cerveja. Bom, a banda em questão é conhecida pela graça de Phreney, é oriunda de Taguatinga-DF, faz uma mescla nervosa de Thrash Metal/Crossover/Death Metal, está na ativa desde os perdidos de 2003 e sua formação atual é composta pelos bons cabras Wendel Aires (vocal), Tiago Teobaldo (guitarra), Jabah Reivax (guitarra), Ronny Lobato (baixo) e Jôsefer Ayres (bateria).
Neste ano a banda lançou o seu primeiro Full Album, intitulado "The Power Comes From The Beer", disco esse confeccionado de maneira independente e que conta com 10 furiosas cantigas. Quando peguei este registro em mãos, logo de cara a arte de capa me impressionou muito pelo teor de humor e das homenagens que fazem referências ao Motorhead, Dead Kennedys, Terror Revolucionário, D.F.C, D.R.I. e tem até o lendário Marcelo Podrera (raparigo-dinossauro bem conhecido da cena do DF/GO) pogando na galera ao fundo, portanto a apresentação inicial deixou este que aqui judia da gramática com uma ansiedade aflorada para ouvir o redondo com o furo no meio.
Ao ouvir o disco, a cada música a impressão e a admiração pelo trabalho destes candangos  aumentava, pois já tinha tido a oportunidade de ver uma ou outra apresentação da banda e não tinha dado a real importância para o som. Redimindo desta grave falha pessoal, venho dizer que este registro é uma das boas maravilhas lançadas dentro do cenário do Thrash Metal nacional e mundial.
A bolachita abre de maneira brilhante com "Dirty Game", cantiga que já mostra todo o poder da banda, através de uma introdução bem old 80's e uma pegada blast bleast de tirar o folego da pessoa que ouve, aliás, essa agressividade ecoa por todo o conjunto da obra. "Destroyed" é caracterizada por riffs "quebrados", dando uma cadenciada meio-galopada-de-cavalo que a grande maioria dos headbangers amam, pois o estilo da cantiga possibilita um intenso sacolejo dos cabelos e tronco servical. A sequência "Exploding In Rage/F.U.C.K" é destacada por solos incríveis e uma bateria que até agora eu tô abismado com tamanha velocidade e técnica, além de um vocal muito forte e nervoso, recomendo um bom capacete de obra civil pra proteger bem deste artefato sonoro e não sair com escoriações pelo corpo. Uma de minhas favoritas deste disco é a cantiga que dá o título a bolachita, "The Power Comes From The Beer" que mostra a autenticidade da banda em fazer referência a velha escola sem perder as próprias características, com riffs, vocais e solos muito bem trabalhados. Outra boa sequência agressiva pode ser conferida nas cantigas "Never Forget The Beer Of Your/A Song Of Truth", crueldade sonora sem limites, boa pra pogar com um carote de catuaba em mãos. Outro bom destaque vai para a música
"Fuck You With Your Lies", com uma bateria-britadeira de tremer o queixo, e vou citar mais uma vez (pra ser enjoado mesmo) que este vocal é uma das maravilhas podres que descobri este ano, vale citar que as cordas grossas dessa música me deixou bem impressionado também. "This Is Extreme" é a cantiga que mais aproxima-se do death antigão (aquele malzão, espírito ruim, que deixa o cabra corcunda), e não é atoa que que o título remete ao extremo, pois é bem isso que se ouve, sonoridade extrema e sem limites. A derradeira do disco é a única em português e chama-se "Contra Tudo, Contra Todos" e é uma resposta aos pessimistas de plantão que só sabem atrasar lado, ótima música que encerra de forma brilhante este fudido registro.
A excelente concepção gráfica do disco leva a assinatura de Ygor Moares (Scania), outro destaque forte deste belo trabalho, além da ótima qualidade da gravação e das participações especiais de integrantes de bandas como: Device, Dependência Pulmonar, Scania e Dynahead. Este aqui é um dos ótimos lançamentos deste ano dentro do cenário do thrash metal nacional e mundial, disco muito bem produzido e sincero. É sempre uma honra receber um disco dessa envergadura, agradeço ao pessoal da banda pela cortesia, agradeço também pela grata oportunidade de ter um lindo trabalho independente em mãos. pois sei da correria e das dificuldades de colocar um trampo desse nas ruas, portanto, se você gosta de thrash metal de qualidade e original, gosta de beber, não tem frescura e é livre de rótulos, este disco deve fazer parte de sua coleção sebosa de discos, pois o esquema tá fino e raro. Fiquei impressionado com este trabalho, parabéns aos envolvidos, este subterrâneo agradece sempre!

Página da banda: Phrenesy


Ouça e baixe o disco aqui: