ALZHEIMER PODCAST

pra esquecer das coisas ruins, pra lembrar das coisas boas

MARY O AND THE PINK FLAMINGOS

Surf-punk psicodélico do jeito que diabo gosta

PAQUETÁ

O fino do surf music underground

23.2.16

Esconjuro - Alma Sebosa - EP (2015)



Aê cambada de infames, mais uma banda nova na fita e que eu pirei no som e nas ideias. Pois é, dessa vez quem invade esse podre espaço é a banda Esconjuro, hardcore/punk lá de Russas/CE que soltou no final do ano passado o EP "Alma Sebosa". Esse termo eu conheci através do grupo de rap Faces do Subúrbio e essa gíria nunca saiu de minha lábia, e agora retorna através do hardcore. A banda em questão é composta pelo trio Ramon Matos (vocal e cordas finas), Bruno Radner (cordas grossas) e Paulo Henrique (batuques, britadeira) e este é o segundo trabalho dos cabras, que mostram em 6 cantigas a mescla rápida e crua do punk/hardcore e o crust. Críticas sociais e religiosas enrendam a temática das letras e o destaque fica para as cantigas "Com Diploma", "Estado Panóptico", "A marcha do pagão / Caga-Regra" e a faixa título "Alma Sebosa". A incrível arte de capa leva a assinatura do cabra-bom Fernando JFL (Giotefeli Anti Arte, Cätärro, Deus Verme) e eis aqui mais um registro que vai deixar sempre acesa a chama podre do punk, da contracultura, que vai dialogar com pessoas que não se situam nesse mundo e fazem do subterrâneo a fuga necessária pra sobreviver nesse caos. Banda e disco massa, conheça, ouça e espalhe!


Página da banda: Esconjuro

Ouça e baixe o EP aqui:


21.2.16

Jupiterian - Aphotic (2015)



Confesso que dentro dessa gama toda de bandas dentro desse subterrâneo sonoro, muitas passam desapercebidas e infelizmente não consigo ficar atento à todas as possibilidades. Mas vez ou outra coisas surreais surgem de maneira inesperada, como foi o caso da Jupiterian, e eu só fico agradecido pela conspiração negativa do mantra invertido. 
A banda em questão reside em São Paulo, espalha o lado obscuro e arrastado do metal, algo como um baião de dois feito com death metal e doom/sludge. "Aphotic" é mais um daqueles lançamentos magníficos da Black Hole Productions, um dos mais importantes selos da cantiga extrema deste país. O disco rebusca algo dos primórdios da sonoridade doom e apresenta ao público 5 faixas que se entrelaçam numa unidade incrível. Abismo, vazio existencial, escuridão e ceticismo num dos registros mais poderosos lançados em 2015 dentro do metal extremo nacional. 
E nessa segunda cruel, recomendo ouvir e espalhar essa arquitetura da cena extrema por tudo que é canto, e começar a semana odiando patrões e as instituições estabelecidas. Baita disco e banda!


Página da banda: Jupiterian

Ouça aqui: