ALZHEIMER PODCAST

pra esquecer das coisas ruins, pra lembrar das coisas boas

MARY O AND THE PINK FLAMINGOS

Surf-punk psicodélico do jeito que diabo gosta

PAQUETÁ

O fino do surf music underground

31.10.10

V/A - Ataque Ao Estado Fascista - Volume 2(2010)






Tirando épocas de copa do mundo, finais de BBB's, novelas globais e carnavais superproduzidos da Avenida Araguaia em que a escola de samba Brasil Mulato sempre "surpreende" e ganha todos os anos, o período eleitoreiro deste país é outro evento que causa comoção e também é uma ótima oportunidade de você tirar um agrado extra vendendo seu voto. Em homenagem à esse povo e aos bonitos que vivem a balançar bandeiras de candidatos em ruas ensolaradas da city, posto uma coletânea intitulada "Ataque Ao Estado Fascista" que está em seu 2º volume e que reúne carroceiros de mão cheia, como os galãs do Nossa Escolha, Que Pasa Cabrón e The Insült. Disköntrolly Social, Peligro e Kill Fashion Hippies completam a participação dessa compilação em que cada conjunto colabora com 2 cantigas. Ruptura Discos & Records e Sem Deus Records são os selos responsáveis por este lançamento que vai do crust ao powerviolence, passando pelo raw punk e o hardcore sXe. Uma excelente homenagem para este Estado que não mata e dignifica o homem!

Track List:

1 - Nossa Escolha - A Indústria
2 - Nossa Escolha - Radicalismo Impulsico
3 - Disköntrolly Social - Você Que É Pago
4 - Disköntrolly Social - Direito De Liberdade
5 - Peligro - Prazer e Tormento
6 - Peligro - Medo Do Futuro
7 - Que Pasa Cabrón - Que Pasa Cabrón
8 - Que Pasa Cabrón - Velha Escola
9 - The Insült - Fragments Of Life
10 - The Insült - Punx At Night
11 - Kill Fashion Hippies - Lived
12 - Kill Fashion Hippies - Try Again

Download:
V/A - Ataque Ao Estado Fascista - Volume 2(2010)

29.10.10

Split - ROT & Life Is A Lie(2008)





Split 7' que reúne duas bandas paulistas, a lenda do grindcore nacional ROT e a desgracêra blackcore niilista do Life Is A Lie. Uma inusitada, instigante e podrê canção de 5 minutos mostra como o Life Is A Lie aparece no disco, que ainda faz uma versão para "Destroy Everything" do ROT. Por parte do ROT, a elegância é a mesma de sempre: músicas curtas, apocalípticas e sem um pingo de respeito com o ouvido alheio. A rapaziada ainda dá uma cara nova para a música "Glória e Guerra" do Life Is A Lie. Se você é daqueles que divide marmita com hippies e cata piolhos dos mesmos para ganhar uma simples tatuagem de henna no tornozelo, esse disco irá trazer uma maior inspiração para que você possa exercer demais benevolências toscas pelas ruas dessa linda cidade!


Myspace:
ROT


Myspace: Life Is A Lie

Download:

Split - ROT & Life Is A Lie(2008)

27.10.10

Entrevista - Gepeto(Ação Direta)





É o seguinte galhere, no último sábado(23/10) rolou o 2º dia do 3º Go Mosh no Martim Cererê e entre uma chuva cabulosa que rolou na city que deixou muitos temerosos acerca da noite de apresentações e risadas intermináveis com beborríveis da cena hardcore goiana, o Blog Licor de Chorume(BLC) entrevistou nada mais, nada menos que Gepeto, vocalista da lenda do hardcore nacional Ação Direta. Pela terceira vez na cidade do Eixão e do Lázaro Santos, a prosa com o cara foi das boas, que entre outras coisas falou dos 23 anos da banda e até da influência dos Racionais MC's dentro do conjunto. Sem mais delongas, conferem aí o lero com o rapaz e tenha a certeza que a fronteira entre a bênção e o caos não é tão longa assim...


BLC - Então, a gente tá aqui com o Gepetto, vocalista do Ação Direta(AD). E aí, Gepeto, beleza?
Gepeto - Tudo tranquilo, feliz de estar de volta a Goiânia aí...

BLC - É o terceiro show do Ação em Goiânia...
Gepeto - Isso, nossa terceira vez. A primeira foi aqui no Martim, em 95 se não me engano, viemos de busão, rodoviária, 16 horas fritando dentro do ônibus "bate e volta"

BLC - Kangaroos In Tilt...
Gepeto - Foi histórico... depois retornamos no Goiânia Noise(GNF)...

BLC - Que foi do caralho, foi considerado um dos melhores show do Noise...
Gepeto - É, tivemos uma resposta muito positivada galera de Goiânia, e hoje estamos na primeira vez do Go Mosh, com set list especial, 23 anos de Ação, bora fazer um grande show em Goiânia.

BLC - A expectativa então é a melhor?
Gepeto - Estamos prontos, estamos bem ensaiados, preparando um show especial pra galera. Da outra vez, no GNF nós tivemos só meia hora de palco, hoje a gente vai ter um pouquinho mais, a gente preparou um catado aí dos 23 anos, quem gosta de Ação Direta vai sair satisfeito daqui hoje.

BLC - O Ação é muito respeitado em Goiânia. Quando anunciaram o show, as comunidades ferveram aqui. Mudando de assunto, e o disco novo?
Gepeto - Disco novo tá em andamento, nós estamos compondo, estamos trabalhando, fazendo com calma, bastante inspiração, é um disco que estamos fazendo com muita calma, porque é o disco que leva os 25 anos, e hoje aqui em Goiânia nós vamos tocar uma música nova, em primeira mão, pra galera ter uma noção do que tá vindo por aí.

BLC - Porra, legal demais. Eu sou fanático por Ação Direta, o pessoal do Licor de Chorume também e a gente percebe que os discos do AD são discos que marcam a carreira da banda, pois são discos muito particulares, porque cada um apresenta uma temática diferente, uma sonoridade diferente, um momento diferente, e o que a gente vê é uma evolução constante no AD. O que a gente pode esperar do próximo CD?
Gepeto - O que você falou é verdade, cara, a gente nunca repete fórmulas, procura sempre fazer algo novo. O dia que repetir, acabou a banda. E é por isso que estamos tendo essa preucupação com o disco novo, com composições novas. Tem a volta do Pancho, cinco anos fora da banda, hoje voltou com a guitarra, tem feito show com a gente desde 2007, agora tá compondo e é muito importante na composição, ele assina discos como Entre a bênção e o caos, Revolta, Repúdio(Confronto, Resistência). Podem esperar um disco bem louco do AD, uma cara renovada, com mesmo estilo, mesma pegada, a mesam força, estamos fazendo a parte de letras inspiradas em documentários, a gente quer trazer informações pra galera, sobre vários assuntos. E tá ficando muito bom, é o AD com uma cara nova, contemporânea, é hardcore, é thrash, é punk.

BLC - O Massacre Humano é uma desgraceira só, a gente pensa que as bandas vão evoluindo, ficam mais lights, com o ADaconteceu o contrário, o Massacre é o disco mais desgraceira em termos de peso, sonoridade grind, a primeira música é demoníaca... então, tá nessa linha, tem reviravolta...
Gepeto - Tá diferente dos outros, tem um pouco de Massacre, de Revolta, não tá tão grind, tá numa linha diferente, mais peso, mais acorde, tá rápido, mas não tão grind, pelo menos não enquanto a gente tá trabalhando, mas é esperar pra ver.

BLC - Cara, a gente que acompanha a carreira de vocês há muitos anos tem a impressão de que firmou o pé quando gravou Entre a bênção e o caos, pra mim um disco basilar da música hardcore brasileira, é um disco que ao lado de clássicos do Cólera, do Olho Seco, Agrotóxico, Ratos de Porão...queria que você comentasse como foi o processo, o que vocês estavam pensando quando gravaram Entre a bênção e o caos.
Gepeto - Em primeiro lugar, muito obrigado! É um disco importantíssimo pra gente, a gente gosta muito, muito inspirado, é um disco que colocu o AD no circuito, abriu muitas portas e é o AD de sempre, sem medo de experimentar, de inovar, tentando trazer música, informação pra galera, com qualidade. Entre a bênção e o caos(EABEOC) é um disco maravilhoso, a gente inclusive recebeu muitos pedidos de Goiânia aí, via comunidade, e-mail, serão atendidos! É um disco que, agora em 2011, teremos um trabalho de reedição da discografia do AD, com certeza teremos uma edição comemorativa do EABEOC.

BLC - Muita gente considera um disco importante, não só no aspecto formal do disco, musical, mas sobretudo pelo trabalho lírico. É um disco que não tem medo de dizer as coisas que diz, as letras são de cunho altamente filosófico, coisa que a gente não via muito no hardcore, coisas completamente fora do clichê. E isso se manteve, se a gente for observar, nas letras do Ação. A gente tem percebido que o Ação tem seguido essa linha filosófica, de aprofundar mesmo esse conteúdo. Essa é a visão de vocês?
Gepeto - Sim, sim. Essa é a maneira que a gente trabalha, a gente gosta de misturar existencialismo, dia a dia, explorar muito o lado do ser humano, suas conquistas, essas coisas todas. Da época do Resistirei pra cá a gente perdeu aquela coisa de palavras de ordem e começou a explorar mais isso[o lado de dentro do ser humano] e também notícias, informações, procurar se informar sobre temas. Como te disse, o disco novo está sendo inspirado em documentários, então vem aí colagens de idéias, tentando passar aí nossa mensagem. Então esse é o jeito que a gente trabalha.

BLC - O buraco da alma tá presente ali. No Massacre Humano também tem muito disso, fica bem evidente. Mudando de assunto, cara, esclarece uma coisa aqui pros fãs do Ação. As várias referências aos Racionais MC's no Massacre Humano soam como uma homenagem. É isso mesmo?
Gepeto - Sim, sem dúvida. Todos da banda somos fãs dos Racionais, a gente curte o trabalho dos caras, entendeu a proposta dos caras, respeitamos e como Massacre Humano é um trabalho conceitual, explorando essa coisa da decadência do ser humano, a gente achou que caberia inserções do Racionais tranquilamente. Acho que a galera acabou compreendendo, o Massacre Humano é um disco que taí na boca da galera, é um disco importante. Com certeza essa homenagem aos Racionais é pra mostrar que a gente não gosta só de rock, punk, hardcore, metal, a gente gosta de hip hop também, música boa em geral.

BLC - Me lembro de escutar o Massacre Humano pela primeira veze de escutar "homem deus" e começar com uma música clássica do Racionais("Negro Drama") e um amigo passar por perto e dizer "porra tá escutando Racionais" e de repente entra aquela desgraceira total! Muito bom isso!
Gepeto - É uma música que não pode faltar nos shows e tá no set list de hoje, inclusive, passando um pouco do Massacre Humano pra galera de Goiânia também. Como eu te disse, quem gosta de Ação Direta hoje aí vai viajar em 23 anos, do Resistirei ao Massacre Humano, nós vamos passar por todos os trabalhos. E uma música inédita do disco novo, "Zeitgeist"...

BLC - Noh, "espírito do tempo"...
Gepeto - "Espírito do tempo", a gente indica o documentário pra galera, Zeitgeist e Zeitgeist addendum e a música é uma música nova, espero que a galera goste. É a cara do Ação Direta novo.

BLC - É isso aí. Bom, aqui foi uma entrevista com o Gepeto, grande figura do hardcore brasileiro, humilde pra caralho, banda excepcional, sem comentários... O Ação Direta, quem conhece, sabe o que a gente está falando. Gepeto, um recado aí pro pessoal que acessa o Blog Licor de Chorume.
Gepeto - Galera do Licor de Chorume, satisfação estar aqui novamente em Goiânia, espero que todos vocês gostem aí do show e aguardem o disco novo, aguardem as reedições. Aquele abraço a todos aí!

* * *

E, mano, se você não foi ao show, posso te assegurar que foi animalesco. O Porkão(A Baba de Mumm-Ra) só disse uma coisa quando acabou o show: "show de home", Bacural olhou pra ele como quem pensa: "tô ao lado do filósofo Monsenhor Porkão". Meu pescoço está escoliado até hoje e nasceu uma verruga no meu joelhodireito, de tão maléfico que foi o show. Pena que demorou demais pra começar e a galera de Goiânia não deu o devido valor a esse clássico do hardcorebrasileiro, pois tinha pouca gente no final. Também, o final parecia o final do mundo. Foi ESCROTO o bagulho!
A maior parte do set foi do Entre a bênção e o caos. Tocaram umas duas ou três do Resistirei, algumas do Revolta, Intervenção e o resto foi Massacre Humano. Senti falta da música tema desse último disco. Agora a música nova, "Zeitgeist", ficou fodaraça. Mistura de hardcore com metalem variações de tempo diferentes. Muito foda.
Que venha o Cólera! Aguardem entrevista!

Vídeo do show realizado no último sábado(23/10)



Entrevista: Guga Valente(Professor e Guitarrista das bandas Ímpeto e Sangue Seco)

Foto: Alex Almeida(Katira XXX)
http://www.flickr.com/photos/katirah/

Se você tem preguiça de ler, tem olho de vidro ou simplismente não gosta de exercer suas duas bilocas, logo abaixo segue o áudio da entrevista na íntegra.

Entrevista - Gepeto(Ação Direta) - Áudio

Uganga - Vol. 3: Caos, Carma, Conceito(2010)





Uganga é uma banda mineira de crossover que está nessa vida loka há 15 anos. A banda se diferencia das demais do estilo por fazer a fusão com o rap e até com o dub em suas pesadas e fortes canções. A banda é formada por Manu Joker(Vocal e ex-baterista do SARCÓFAGO), Christian(Guitarra), Thiago(Guitarra), Ras(Baixo), Marco Henriques(Bateria) e Vouglas(Efeitos). Neste ano de 2010 o conjunto soltou seu 3° álbum, batizado de "Vol 3: Caos, Carma, Conceito", produzido por Riti Santiago(ex-Câmbio Negro). O disco contém participações interessantes de Fábio Jhasko(ex-Sarcófago) tocando violino e X(ex-Câmbio Negro). Pra quem não tem preconceito de mistura de estilos, a banda é uma boa indicação e quer saber de uma coisa? Se tu é um quebrado e vive por sugar bandas de blogs e fóruns, aconselho você ir até o CEASA e pegar duas tranças de alho fiado e vender nas ruas de seu bairro, garanto que você terá uma clientela fiel formada por senhoras e senhores torcedores do Atlético-GO e mensalistas do carnê do Baú da Felicidade e tu não terá mais problemas com a falta constante de dinheiro, assim você passará a comprar seus discos favoritos e deixará de fritar a mente do Afonsin pra deixar você entrar de graça no Capim...


Myspace: Uganga

Download:
Uganga - Vol. 3: Caos, Carma, Conceito(2010)

25.10.10

Test - Carne Humana-EP(2010)






"Carne Humana" é o mais novo EP do Test, banda de São Paulo, composta por Barata(o Homem-Polvo da bateria e integrante de orquestra do naipe de D.E.R.) e Jão(vocal oriundo do Are You God?). O EP contém 4 músicas fudidamente rápidas e blasfêmicas, sonoridade que remete aos primórdios do grindcore, black metal e death metal, ou seja, se você é da época em que era recebido como uma visita agradável e que lhe era oferecido com muito carinho um refresco sabor tangerina da marca Q-Suco(sim, aquele da jarrinha do sorriso maroto) em um copo dos trapalhões e uma bela rosca de manteiga acompanhada de enfeites de frutas cristalinas pega fiada no peg-pag da esquina e anotada naquela cadernetinha de jogo do bicho, o som desses malucos trará essa nostalgia toda para dentro de si!

Dica: Esse som acompanhado de duas pedrinhas e um bom café forte dará uma pressão maior para a sonoridade, faça isso!


Myspace: Test

Download:
Test - Carne Humana-EP(2010)

22.10.10

Grinders





Aqui estão mais dois discos do Grinders, "Grinders" de 1987 e "Vivos" de 2002. Muito protesto, ironia, diversão e a exaltação de um esporte originalmente marginal e que hoje contagia playboys e quebrados. Esse post vai especialmente para o Brunão, vilanãovense sofredor e baixista da banda de baile Tirei Zero, que outrora pedira o som dessa lendária banda...


Myspace: Grinders


Grinders - Grinders(1987)

Download:
Grinders - Grinders(1987)


Grinders - Vivos(2002)

Grinders & Zumbis do Espaço - Split(2003)





Esse é um split de 2003 que junta o Zumbis do Espaço e Grinders, horrorpunk e skate punk, nessa bolachinha que contém 14 cantigas, 7 para cada conjunto musical. Cada banda tira dois covers, no caso dos Zumbis as músicas "Hybrid Moment" dos Misfits e "Glad To See You Go" dos Ramones ganham versões bem interessantes e por parte do Grinders, "Rocker" do AC/DC e "Bite The Hand That Feeds" do Agent Orange ganham aquela roupagem "vento na cara" e "band-aid na perna" que eles sabem fazer com tanta competência. Outro fato legal do split é que cada banda faz versão de uma música da outra banda, ou seja, Zumbis tiram Grinders e Grinders tiram Zumbis...
Discão lindo!


Myspace: Grinders

Myspace: Zumbis do Espaço

Download:
Grinders & Zumbis do Espaço - Split(2003)

21.10.10

Subviventes - Tão Forte Quanto O Tempo(1999)







Banda formada em 1988 no ABC paulista, o Subviventes tem como influências bandas como: Stiff Little Fingers, Ramones, 365, Plebe Rude, The Clash e demais iguarias. Com sonoridade simples, que remete ao princípio do punk, a banda é uma importante figura dentro do cenário underground nacional. As letras abordam idéias libertárias, o repúdio ao racismo, as desigualdades da sociedade e passam uma mensagem de que um mundo melhor ainda é possível. "Tão Forte Quanto O Tempo" é de 1999 e mostra bem esse lance de sinceridade e simplicidade através de músicas como: "Liberdade Proletária", "Medo, "Alistamento" e "Humanidade Pobre". Compre uma Cantina da Serra, pegue um copo descartável e aumente gradativamente o pitoco do seu rádio ao som dessa linda banda e bebendo esse nobre e raro vinho!


Myspace: Subviventes

Download:
Subviventes - Tão Forte Quanto O Tempo(1999)

20.10.10

Grinders - Demo(1984)






O nome Grinders para aqueles que de alguma forma se envolveram com a música punk na década de 80 sempre esteve associado à cultura do skate. Isso se deve ao fato da banda e seus integrantes enxergarem o nome, sobrenome e atitude presentes no esporte como fonte vital de inspiração e energia para sua música. A partir da união de duas bandas que atuaram no início da década de 80 surgiu o único grupo brasileiro da história a ser oficialmente dotado pelos praticantes do esporte.Em 83 quando alguns dos membros das bandas Inimigos da Ordem e Holocausto se reuniram pela primeira vez, surgiria aquilo que mais tarde acabaria ficando conhecido como Grinders. O nome de uma manobra não poderia deixar de se adequar ao estilo e proposta da banda de forma tão perfeita. O grande culpado pelo batismo foi o amigo, skatista e empresário Jorge Kuge (proprietário da marca Urgh!). Dessa forma surgiria oficialmente no ano de 84, no ABC paulista uma nova banda de punk rock completamente influenciada pelo skate punk californiano da década de 80, vide nomes como Circle Jerks, Agent Orange, Black Flag, TSOL, Dead Kennedys e Misfits (que na verdade era do estado de Nova York). Como a formação do grupo possuía skatistas locais, o rótulo da banda como “skate rock” ou “skate punk” foi surgindo naturalmente e tudo que os integrantes puderam fazer foi aceitar. Eles possuíam o quesito necessário para se encaixar no gênero, uma banda de skatistas que produzia música punk. Isso aconteceu numa época onde o cenário da música e o movimento punk em si encontrava-se em plena efervecência devido as atividades realizadas pelos principais grupos punk da época. Assim Grinders deixou seu nome cravado na história do rock nacional e principalmente para os amantes do skate, com isso deixo uma demo dessa lenda do underground nacional, gravada em 1984, na qual a capa em questão não é a oficial(e nem sei se tem uma...). Em outras palavras, Grinders é um clássico, seja por faixas instrumentais à lá Agent Orange como “Grinders” que marcaram época , seja por hinos como “Skate or Die" e “Puta Vomitada”. Estava tudo ali: letras irônicas sobre a repressão do período pós-militar, indagações sobre o modo de vida e trabalho operário, destruição do fascismo e descrições sobre o prazer de estar em cima de um skate. Eis que Santo André nunca mais foi a mesma!

Texto originalmente surrupiado e toscamente adaptado de: Wikipédia


Myspace: Grinders

Download:
Grinders - Demo(1984)


19.10.10

Hocnis - Demo(niac) - Single 2010





Hocnis é uma banda mineira surgida em meados de 2002. Com um som que passa pelo Thrash/Death Metal e que possui umas pegadas meio grind, o pessoal soltou recentemente o single intitulado "Demo(niac)", possuindo 3 músicas, uma prévia do debut que a banda está para soltar em breve. Influências? Bom, se tu é amante do Death/Thrash oldschool e ainda curte umas farofadas do Heavy Metal, o som dessa rapaziada irá agradar aos seus ouvidos mais impuros. Destaque para a introdução de "Pigs Of Hell" e para a qualidade das gravações. É aquele lance, ouça o som desses mineiros e passe a fazer gestos e andar como se fosse o Zakk Wylde, de forma imediata e espontânea...


Myspace: Hocnis

Download:
Hocnis - Demo(niac) - Single 2010

18.10.10

Anonymous Hate - Worldead(PromoCD) - 2010





Anonymous Hate é uma banda Death Metal oriunda de Macapá-AP. Recentemente a rapaziada soltou a promo do álbum de estréia, intitulado de "Worldead", e que está por vir em novembro deste ano. A promo contém 3 sons com uma qualidade monstra, no qual Victor Martins(Vocal), Fabrício Góes(Guitarra/Vocal), Heliton Coêlho(Guitarra), Romeu Tetrus(Baixo) e Alberto Martinez(Bateria) mostram a violência sonora através do Death Metal com pitadas de Grindcore muito bem encaixadas nas músicas. O som é avassalador e seus meigos e limpos ouvidos talvez não suporte tamanha brutalidade que essa galhere do Norte do país tiram de seus instrumentos e literalmente vomitam para fora das caixas de sons, através de melodias apocalípticas e riffs acachapantes. Excelente banda, indicadíssima pra você que já não sabe mais diferenciar os dedos dos pés com os das mãos...


Myspace: Anonymous Hate

Download:
Anonymous Hate - Worldead(PromoCD) - 2010

16.10.10

IHZ(Ignorant Human Zoo) - Alternative Attitude








IHZ(Ignorant Human Zoo) foi uma das bandas pioneiras do hardcore em Santos. Formada em 1989, inicialmente como OVEC e posteriormente como IHZ, essa galhere perdurou até os meados de 1993. Fato é que eu conheci essa banda bem moleque quando eu fuçava os vinis e cd's do meu irmão, eu gostava do som, de ouvir escondido antes de ir pra aula e eu ainda aproveitava e lia zines do naipe de "Menarca" e o jornalzinho "Antimídia". Vi esse registro dando bobeira na net e quis colocar aqui, pois a banda influenciou muito conjunto que tu paga pau hoje em dia...


Myspace: IHZ(Ignorant Human Zoo)(não...)

Download:
IHZ(Ignorant Human Zoo) - Alternative Attitude

Corja - A Caixa De Pandora(1998-2010)





"A Caixa De Pandora" é uma compilação do Corja, banda daqui de Goiânia, que reúne 24 músicas que passeiam e confundem com uma época de "ouro" do underground goiano. Canções gravadas na raça e na coragem(e por que não nas coxas...) mostram um pouco da dificuldade que era gravar ali nos perdidos do final dos anos 90 e começo dos anos 2000 por aqui. Pra galera nova que hoje possui bandas, myspaces mirabolantes, gravações impecáveis de músicas de qualidade duvidosa e que detém de um visual bem style para fotos e apresentações matinais em festivais abrafinicos, esse registro do incansável Wander, vulgo Segundo, e companhia serve para um lance que seria a valorização das condições atuais para as bandas, comparadas com as condições deste breve passado do rock goiano e serve também para mostrar o empenho e o amor que uma certa galera tinha e ainda tem pela dita "cena". Abra esta caixa, ou melhor, ouça esta compilação e você ouvirá todas as desgraças humanas sendo espalhadas através das caixinhas de som e contaminando vidas toscas e infelizes desse mundão!


Myspace: Corja

Download:
Corja - A Caixa De Pandora(1998-2010)

15.10.10

F.D.S.(Fora-De-Si?) - F.D.S. - 1993





F.D.S.(Fora-De-Si?) é uma banda de São Bernardo Do Campo-SP formada lá nos obscuros de 1990. O som da galhere é caracterizado pela rapidez e a agressividade da lindeza que é o hardcore. Em 1993 o pessoal lançaram um LP auto-intitulado "F.D.S.", contendo 15 músicas, prevalecendo acima de tudo o bom e rápido hardcore oldschool. A banda é lenda da cena e se tu não conhece, comece a conhecer e largue essa putaria internética de lado ao menos por alguns instantes, pois se tu gosta do verdadeiro hardcore, com aquele lance de letras fortes, músicas agressivas e postura que condiz com os sons, esse conjunto de música conteporânea irá te deixar mais "cult" entre nóias e putas!


Myspace: F.D.S.(Fora-De-Si?)

Download:
F.D.S.(Fora-De-Si?) - F.D.S. - 1993

14.10.10

Toxic Carnage - Storm Of Hate(2010)





Toxic Carnage é uma banda de Thrash Metal oriunda de Mairinque e São Roque, cidade de São Paulo. Com um som bem oitentista, desde riffs até o vocal blasfêmico, a banda soltou esse ano seu novo trabalho, intitulado "Storm Of Hate". O resgistro possui 9 sons, dentre as quais possui em sua última faixa um excelente cover do Kreator(Tormentor). Você que adora enaltecer suas pernas finas, esconde seu "lindo" rosto entre jubas repletas de caspas e ouve Misfits escondido de seus amigos thrashers, o play dessa rapaziada vai amolecer esse seu coração infame e como os próprios canalhas da banda recomendam, ouçam este play num 3 em 1 da CCE ou algo do tipo, pois ouvir esse tipo de som em caixinha de computador é igual beber pinga com playboy, a sensação não é das melhores, experiência própria!


Myspace: Toxic Carnage

Download:
Toxic Carnage - Storm Of Hate(2010)

11.10.10

Mortuário - Vidro Na Cara(2010)





"Vidro Na Cara" é o álbum de estréia da veterana e lendária banda goiana Mortuário, lançado este ano pela Two Beers. Aurélio(Vocal), Foca(Guitarra/Vocal), Otacilio(Baixo) e Giovanni(Bateria/ Percussão) destroem com seu excelente thrashcore misturado com uns lance meio hard. São 10 canções com letras em português e com uma qualidade impecável, desde o vocal tenebroso do Aurélio, passando pelas músicas bem feitas, letras que falam do cotidiano caótico em que vivemos, até a ótima arte gráfica que o disco possui. Pouco mais de 30 minutos de peso, pressão e papo reto sem lorota barata. Esse com certeza é daqueles registros pra você ouvir no fone de seu mp3 e encher o rabo de cachaça apoiado naquelas gradinhas do terminal izidória esperando o espetinho malandro ficar pronto, dividindo espaço com peões, nóias e cerrando cigarro US daquela rapariga de meia idade que possui um tosco piercing da Jade no umbigo! Discão lindo esse, maloqueragem doida!


Myspace: Mortuário

Download:
Mortuário - Vidro Na Cara(2010)

X-Granito





X-Granito é uma banda surgida no final de 2006 e ela é meio brazuka, meio gringa. Com raízes no Distrito Federal e nos Estados Unidos, a banda é genuinamente punk, possuindo letras bilingues e sonoridade dançante. A banda é composta por: Oi Nellie!(vocal), AleXmarX(guitarra), G-Bits(baixo) e Gajeman(bateria). Segue em anexo alguns sons da demo "Fuck The Usa, Foda-se Brasil", 6 sons, contendo uma versão para Fuck The USA do The Exploited(Fuck The USA, Foda-se Brasil) e uma versão para Holiday In Cambodia(Feriado em Cambodia). Ótima banda, excelentes sons, se você gosta de novidade, de punk rock e de misturas interessantes, a rapaziada é uma boa pedida.

Obs.: Não sei ao certo o significado do nome da banda, mais quando li pela primeira vez, imaginei toscamente um X-Podrão com uma pedra lisa de granito no meio de alfaces e hamburguers...


Myspace: X-Granito

Download:
X-Granito

10.10.10

Entrevista - Walkir(Insetu's Produções)





Nesse beiço da boca do mundo em que dividimos nossos toscos corpos há pessoas que existem e pessoas que resistem. Nesse contexto, Walkir Antônio Silveira, vulgo inseto, encaixa-se perfeitamente na resistência quando o assunto é o verdadeiro underground da música independente. Resistindo e contrariando as estatísticas desse submundo musical, o já não tão garoto e fanático pelo galo mineiro está a frente da Insetu's produções há quase uma década, levando diversão, protesto, independência e acima de tudo levantando a bandeira da resistência nessa cidade, aonde quem mantém um certo tipo de postura é tido como mané e quem se sujeita a migalhas sente-se como a última pedra de crack no cachimbo do nóia. Com isso, levamos um lero com o cara, que entre outras coisas falou um pouco do underground e de sua produtora, a Insetu's.

Dica: Leia isto chupando um drops sabor melão e bebendo água gaseificada quente!


1 - Como foi seu primeiro contato com o submundo underground?

Em 1989, matando aula para ouvir um tal de thrash metal, aonde eu me tornei o maior matador de aula de Minas Gerais. Todo o início de mês, alguns headbangers se reuniam e cada um fazia uma lista de vinis que queriam comprar, sendo que somente um iria até Belo Horizonte, na Cogumelo Discos, para realizar as compras. O felizardo ganhava as passagens através de um sorteio realizado entre a galera nossa(risos). No primeiro dia que matei aula eu ganhei uma fita:
Lado A: Sarcófago, Mutilator, Chakal, Witch Hammer e Sextrash.
Lado B: Vulcano, The Mist, Overdose, Holocausto e Sepultura.

2 - Nesse período quantas bandas você já montou/participou?

Tramontina Black(banda imaginária), Stone Age, Ocasião Espacial, Orange Crush, Descarga Negativa, Chorume, Última Resistência, Vacilo e Sangue No Olho. Atualmente, Descarga Negativa.


3 - Só nomes lindos, e o Descarga Negativa, volta ou não volta à ativa? Alguma novidade para o futuro?

(Risos)Montar uma banda nova é mais fácil do que voltar. Estamos muito empenhados nessa volta do Descarga Negativa. Não está sendo fácil, pois estamos enfrentando algumas dificuldades, como a distância, tempo e falha na memória. Queremos gravar e resgistrar, coisa que nunca fizemos. E enquanto estivermos respirando essa poluição caótica, continuaremos "sentados na beira do abismo do nada, rindo da desgraça do mundo real".

4 - Já há algum tempo você produz eventos em Goiânia, através da Insetu's Produções, qual a principal dificuldade de se fazer eventos aqui na cidade?

A falta de compromisso de todos com a cena. Muitos acham que comprar uma camiseta preta e uma garrafa é o suficiente. A cena está doente, mas ainda existem pessoas que acreditam e a vivem. São pessoas livres.

5 - Nesse contexto, cite-nos um fato positivo e um negativo que a cena lhe proporcionou.

Positivo: Ver shows que nunca imaginaria ver algum dia e fazer amizades verdadeiras.
Shows: Rot, Chakal, Vulcano, Cólera, Atack Epiléptico, Holocausto e etc.
Negativo: Alguns prejuízos(risos).

6 - A Insetu's Produções está prestes a completar 10 anos de (r)existência, conte-nos como tudo começou...

A Insetu's e o Descarga Negativa nasceram praticamente juntos. Sempre tivemos o pensamento "faça você mesmo", nunca ficamos esperando ninguém fazer por nós. Quando a banda estava quase pronta(risos) resolvemos fazer nosso primeiro show, foi também o primeiro evento da Insetu's. Ficamos naquela de como chamaria o show e a organização, até que o capitão Cuzio(Kézio) teve a idéia de colocar "Insetu's", era meu apelido e foi aonde tudo começou.
A Insetu's nunca foi e nunca será apenas eu e a Carol(punk). Temos todos os nossos amigos e familiares envolvidos nisto, todos acabam nos ajudando de alguma forma. Hoje temos uma linha de frente: Walkir e Carol(pau pra toda obra), André Mudinho(Web Designer), Éder Caverna(Fotografia), Bruna(Marketing), Léo Bode Zé, Vanessa, Jonas, Felipe CDC(meu mestre, assistente administrativo: segurança, bar, portaria , entre outros - Brasília-DF), parceiros hoje e sempre: Juninho da Hocus Pocus(um grande amigo), Licor de Chorume - insanos de outro planeta(risos), Woodstock Bar(centro de concentração), Capim Pub(o lugar mais lindo de Goiânia), todas as bandas que sempre disseram "sim" para a Insetu's e todos os amigos de Goiânia, Brasília, João Pinheiro, Paracatu e etc. Todos sempre ajudaram a Insetu's nesta luta de sobrevivência ao logo dos anos.

7 - E o site da Insetu's, quando surgiu a idéia de fazer, qual público pretende atingir e que tipo de conteúdo poderemos encontrar por lá?

Ele ainda não está sendo funcional como gostaríamos, estamos engatinhando. Mas primeiramente divulgar shows, bandas, blogs, sites, fazer uma ponte entre bandas e malucos como nós, que moram distantes aqui no Brasil e no exterior. Troca, compra e venda de material de bandas.

Para saber mais, visite: www.insetus.com.br

8 - Haverá alguma novidade, uma comemoração especial nessa década de aniversário?

(Risos)Essa é uma boa desculpa para nós fazermos um puta evento. Temos algo em mente, já estamos trabalhando nisso. A comemoração é de 10 anos, mas o festival vai ser de gente grande.

9 - Recentemente saiu uma matéria no site da revista Rock Brigade, falando sobre o evento Metal Master(que contou com a lenda do Black Metal Vulcano), produzido pela Insetu's, você ficou surpreso com o espaço em um veículo tão importante do underground nacional?

Não fiquei, pois a cena goiana sempre vem ganhando destaque nacional e sempre tivemos bandas boas e bons eventos. E também já tivemos outros contatos com outros veículos importantes, mas não com esta proporção. Isso demonstra que a Insetu's, dentro desses 10 anos, fez um bom trabalho.

Link da matér
ia aqui no blog: Metal Master III

10 - E como você vê o atual cenário do underground goiano?

Se os organizadores, juntamente com as bandas locais, fizessem um trabalho em comum e o pessoal que curte a cena resolvesse abandonar o sofá fedorento e deixar de enxergar somente o que está na sua frente e deixar de usar o movimento só para ganhar status, mas para representar de fato, os shows estariam mais lotados e as pessoas passariam a viver a cena verdadeiramente.

11 - E o underground como um todo, o que você pensa a respeito?

Falar sobre a cena underground parece ser uma coisa muito relativa, que pode variar de estilo para estilo, o que não é verdade. O underground na realidade não pode ser considerado mais um movimento dentro de outros movimentos, isto porque ele é um estilo de vida, de ideologia. O que acontece é que as pessoas estão entrando na cena underground sem ao menos entender qual é o compromisso que elas praticamente assinam ao se permitir fazerem parte disso. Não é por status(ilusão), não é por fama, não é pra se vangloriar por ser um movimento único(pois mesmo com tantas vertentes, eu considero assim). Temos benefícios e, principalmente, deveres dentro do underground e saber lidar com eles é uma das coisas que causam mais contradição entre os idealistas deste estilo de vida. As pessoas deveriam entender que não é só porque vestem uma camisa com foto ou emblema de sua banda favorita, ou porque se reúnem em praças ou casa de shows ou tomam alguns venenos/bebidas, falam gírias, que podem se considerar ativistas do mundo underground. Não, isto tá errado! Tem que movimentar também! Tem que palestrar, tem que trocar idéia, tem que incentivar a revolução, afinal, é pra isto e por isto que lutamos tanto. A cena é grande e está se difundindo, isto é bom, mas ainda são poucos os que entendem o verdadeiro sentido de tudo isto!

12 - Bom, é isso, muito obrigado pela atenção Walkir e esperamos tomar aquela gelada o mais breve possível, falando de futebol e rock. Um grande abraço, irmão!

Eu que agradeço a iniciativa de vocês, criando um veículo muito bacana, aonde as pessoas do meio se comunicam, ficam à vontade de falar do nosso mundo e de nossas bandas, fortalecendo o elo entre as bandas do Brasil inteiro. E vamos sim tomar aquela gelada no próximo show que será muito em breve e falando de futebol "galo forte vingador", vamos sair dessa e com classe, já estamos fazendo gol até de bicicleta!
Valeu, abraço.


Logo abaixo segue um vídeo do Descarga Negativa, com a música "As Consequências".





8.10.10

Lo-Fi - Surf Is Over God Is Dead - EP(2010)





Se você gosta daquele som inspirado no skate punk americano oitentista e bem sujo, você, assíduo frequentador de sites de putaria, irá se agraciar com o Lo-Fi, banda do interior de São Paulo que possui três desocupados que fazem uma sujeira sonora aos moldes de J.F.A., Grinders, Olho Seco e Black Flag. "Surf Is Over God Is Dead" é o mais recente EP da banda, possui 4 sons originalmente punks, com letras em inglês e melodias que ouvidas constantemente proporciona sérios desvios de conduta por parte do tosco ouvinte. Se você não sabe fazer outra coisa a não ser gastar seu pouco dinheiro com raparigas de meia idade viciadas em crack e que exalam o inconfundível odor do talco "Johnson & Johnson" ao longo de seu lindo e belo corpo, se emociona toda vez que ouve alguma canção de Adelino Nascimento e toma banho só com sabão feito com banha de porco, o som desses malucos é uma boa pedida e fará de você um ser humano menos elegante do que já é!

Myspace: Lo-Fi

Download:
Lo-Fi - Surf Is Over God Is Dead - EP(2010)

7.10.10

Homem Lixo - EP(2010)





Homem Lixo é uma banda de hardcore formada neste ano de 2010 na cidade de Rio do Sul-SC. Formada por dois metaleiros e dois fanáticos pelo hardcore nacional, China(Vocal), Alex(Guitarra), Franck(Baixo) e Doug(Bateria) fazem um hardcore cru, simples,sem inventar moda e com letras que variam entre o humor e a crítica social. A banda possui um EP que contém 5 músicas, ótimas para ouvir degustando aquele peixe com pirão nos típicos fins de semana tediantes e repletos de parentes incovenientes a sua volta!
Essa capinha ficou bem massa!


Myspace: Homem Lixo

Download:
Homem Lixo - EP(2010)

6.10.10

V/A - Não Nasci Pra Ser Herói, Por Isso Não Preciso De Méritos(2003)





"Não Nasci Pra Ser Herói, Por Isso Não Preciso De Méritos" é uma coletânea lançada lá nos perdidos do ano de 2003. Reúne bandas da famosidade underground hardcore nacional como o Presto?, Ação Direta, Dead Fish, Negative Control e Leptospirose. Outras bandas não tão "famosas" ou que eu não conheço dividem espaço nessa linda bolachinha também, além de possuir uma música dos goianos do Corja(faixa 14, cantiga "Do Princípio Ao Fim"). Fato é que essa coletânea em um passado recente fez a festa do povo do interior e deixou a muiézada dessa região tudo doida, mijando igual cigarra em época de chuva...


Track List:


01 -
Presto? - Sem Direção

02 -
Negative Control - Faça Sua Parte

03 -
N.R.A. - New Recovery

04 -
Ação Direta - Corpo Fechado

05 -
Overlife Inc. - Vencer

06 -
Dead Fish - Viver

07 -
Division - O Que Será?

08 - Surface - Fofoqueiro
09 -
Protesto Suburbano - Chacina

10 -
Imminent Chaos - Spine

11 -
Out And Break - Feelings

12 -
R.M.D.S. - Alvos do Poder

13 -
Insydio - Lampião

14 -
Corja - Do Principio ao Fim

15 -
Bulet Proof - Sai, Corre, Foge

16 -
Arcenal - Lute

17 -
Daily - Hypocrisy

18 -
Contramão - Soldados

19 -
Indecent's - What To Do?

20 -
Lazy Train - Our Resume

21 - Afronta - Perspectiva
22 - Toy Confusion - Na Real
23 -
Carnal Desire - Cuidado Com a AIDS

24 - Leptospirose - Merenda
25 -
Coisa Ruim - Pior

26 -
Repulsão Explicita - Pressão

27 -
Question Tag - Be Yourself

28 -
Stomachal Corrosion - Divine Threason

29 - Vampiros Loucos - Otário Come Bosta

Download:

V/A - Não Nasci Pra Ser Herói, Por Isso Não Preciso De Méritos(2003)

5.10.10

Cabrones - EP(2010)





No Rio Grande do Norte, especificamente na capital Natal, além do calor e das praias lindas existe também um pessoal elegante e predisposto a fazer um som rápido e dançante. Exemplos não faltam(Os jamaicanos do Todos Contra Um é um desses...) e nesse contexto a banda Cabrones, surgida em meados de 2007, se encaixa melhor que peça de quebra cabeça molhada. Essa galhere tira um hardcore com pitadas de thrashcore meio satanista, meio caliente e bastante canalha. Possuem um EP com 10 cantigas que levam o amor e a esperança para os corações desse pessoal que só usam bermudas com patches, não são adeptos da higiene pessoal e que 90% das cuecas possuem aquelas freadas típicas de moto RD que os malinhas fazem nas feirinhas das quebradas...


Myspace: Cabrones

Download:

Cabrones - EP(2010)

3.10.10

Cólera





Sabe aquela história de que algumas coisas formam o caráter de uma pessoa, para bom ou pra ruim? Pois bem, seja um livro, uma pessoa, um filme ou mesmo uma banda, fato é que rola um "antes e depois" fudido e que as percepções de mundo, respeito ao próximo e postura independente do local que esteja e das pessoas que possa vir a conviver com você naturalmente mudam. E posso dizer facilmente que o Cólera é um desses fênomenos(bom, é claro!)que ainda ajudam a manter vivo a chama de uma luta contra tudo aquilo que te oprime(sistema, polícia, preconceito, desemprego, fome, violência urbana...). Letras que rasgam suas carnes mais que navalhas, acordes que te fazem acordar para um novo amanhã e que tiram lágrimas do mais ogro e seboso punk "catuabeiro". Você pode até não curtir, mais com certeza algum refrão do tipo "Vivo na cidade, o ar é negativo..." ecoa na sua mente atrofiada. Fique aí com um pedaço da discografia da melhor banda punk do mundo(pra mim, lógico!) e se você não gosta, não perca tempo por aqui e vai chupar siriguela verde com sal!!!
Cólera é vida!



Obs.: A foto do Nenê é só pra instigar mermo! hahahahahaha


Myspace:
Cólera



Cólera - Tente Mudar O Amanhã(1984)

Download:
Cólera - Tente Mudar O Amanhã(1984)



Cólera - Dê O Fora(1987)

Download:
Cólera - Dê O Fora(1987)



Cólera - É Natal!(1988)

Download:
Cólera - É Natal!(1988)



Cólera - European Tour '87(1989)
Download:
Cólera - European Tour '87(1989)



Cólera - Verde Não Devaste(1990)

Download:
Cólera - Verde Não Devaste(1990)



Cólera - Mundo Mecânico, Mundo Eletrônico(1992)

Download:
Cólera - Mundo Mecânico, Mundo Eletrônico(1992)


Cólera - Caos Mental Geral(1998)

Download:
Cólera - Caos Mental Geral(1998)


Cólera - 20 Anos Ao Vivo(2002)
Download:
Cólera - 20 Anos Ao Vivo(2002)


Cólera - Primeiros Sintomas 1979-1980(2006)

1.10.10

V/A - Aviso Final 15 Anos(2005)





Coletâneas sempre são boas né? Bom, sempre gostei pelo fato da possibilidade de conhecer várias bandas de determinada cena. A diferença de postura, de sonoridade e letras é outro fato que sempre admirei, pois se não gostava de determinada banda, simplismente eu passava o play para a banda seguinte. "Aviso Final 15 Anos" é uma dessas diversas coletâneas que mostram um pouco da cena punk/hc nacional através de lendárias bandas. Esse registro de 2005 reúne bandas do naipe de DZK, Ação Direta, F.D.S, Síndrome De Down? e outras mais. Se você em um passado recente foi um emo frustrado de passar horas e horas tocando violão no Vaca Brava, bebendo vinho quente e hoje quer recuperar a sua reputação montando bandas de sonoridade bem duvidosa e participar mais ativamente dessa cena hc/punk tosca e elegante goiana, aconselho a começar a ouvir coletâneas desse porte para tentar se atuar em um lance infinitamente melhor do que chapinha nos olhos, badulaques pretos, lápis carregadíssimo nos olhos ou coisas do tipo e dar um pouco de orgulho para seu pai que tanto passa vergonha em rodas de amigos quando o assunto é: "O que meu filho faz da vida...".
Se bem que esse tosco lado "hc" de viver a vida não proporciona orgulho nenhum para o pais, só desprezo e lamento! hahaha


Track List

01 - DZK - Pedido a Nathan (Excomungados)
02 - DZK - Quebrem o Muro
03 - Ação Direta - Fábrica de Ilusões
04 - Ação Direta - Deuses, Dogmas e Violência
05 - Gangrena - Crianças Perdidas
06 - Gangrena - Desempregado
07 - Aviso Final - Império Mc Donald's
08 - Aviso Final - Invasão
09 - F.D.S. - Pesadelos
10 - F.D.S. - Meu Comandante
11 - Rebeldia Incontida - Câncer
12 - Rebeldia Incontida - Liberdade de Expressão
13 - Leptuspyroze - Tóxico e Repressão
14 - Leptuspyroze - Pau e Pedra
15 - Insulto Oculto - Três Faces
16 - Insulto Oculto - Fila
17 - Sindrome de Down? - Vida Longa aos Nobres
18 - Sindrome de Down? - Democracia Capitalista
19 - Hino Mortal - Coração / Ou Ou Punk / A Fome


Download:
V/A - Aviso Final 15 Anos(2005)